• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Com chance de repetir Santos pela 1ª vez, Jair pode mudar equipe por Dodô

  • COMPARTILHE
Esportes

Com chance de repetir Santos pela 1ª vez, Jair pode mudar equipe por Dodô

Após 14 jogos à frente do Santos, o técnico Jair Ventura terá, enfim, a oportunidade de repetir uma escalação. Contando praticamente com a força máxima à disposição, exceto pelo atacante Bruno Henrique, o treinador terá a oportunidade de fazê-lo no confronto de ida das quartas de final do Campeonato Paulista contra o Botafogo, em Ribeirão Preto, no domingo. Mas poderá deixar de fazê-lo diante da possibilidade de acabar com as improvisações no setor defensivo.

Após escalar Romário e Caju na lateral esquerda, o treinador decidiu improvisar o meia Jean Mota na posição, alternativa que havia sido utilizada pelos seus antecessores no cargo, a partir do clássico com o São Paulo, disputado e vencido por 1 a 0 em 18 de fevereiro. Um mês depois, essa improvisação pode terminar.

Na última quinta-feira, quando vencia o uruguaio Nacional por 1 a 0 no Pacaembu, mas tinha uma jogador a menos por causa da expulsão de Gabriel Barbosa, o treinador sacou o meia argentino Vecchio e promoveu a entrada do lateral-esquerdo Dodô. Jean Mota, então, passou para o meio-campo, a sua posição de origem.

O duelo com o Nacional foi o terceiro consecutivo de Dodô pelo Santos. Cedido por empréstimo pela Sampdoria, o lateral ganhou chances nas rodadas finais da fase de classificação do Paulistão, quando Jair poupou quase todos os titulares. E com mais ritmo, teve boa atuação contra a equipe uruguaia, levando perigo no ataque ao avançar com velocidade, além de ter exibido qualidade técnica.

A possibilidade de Jair escalar Dodô seria uma aposta de Jair em um time de mais velocidade, pois Vecchio cadencia mais o jogo, com o uso de passes curtos, além de ser alvo de críticas da torcida pelo que os santistas enxergam como lentidão.

"O Dodô chegou depois, mas entrou muito bem, assim como nos dois primeiros jogos. Agora cabe ao treinador a possibilidade de ele iniciar a partida ou não", afirmou o treinador santista.

Se ainda não revelou a decisão de manter a escalação ou apostar em Dodô, Jair adiantou que nem cogita poupar os titulares diante do Botafogo. E assegurou que o fez nos recentes compromissos contra São Bento e Novorizontino por considerar necessário o descanso para preparar o time visando o duelo com o Nacional e, principalmente, deixá-lo pronto para a maratona de jogos das próximas semanas.

"Queremos o título do Paulistão. Eu dei oportunidade a 31 jogadores e isso facilita muito a vida do treinador. Por isso, poupamos nossos jogadores titulares nos últimos jogos", afirmou, adiantando que exigirá um "sacrifício" dos titulares santistas.

Os confrontos com o Botafogo pelas quartas de final do Paulistão estão agendados para domingo e a próxima quarta-feira. Caso o Santos avance, fará semifinais em 25 e 28 de março e as decisões em 1º e 8 de abril. Pela fase de grupos da Libertadores, vai à Argentina enfrentar o Estudiantes entre as duas decisões do Estadual, em 5 de abril.