• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Com vantagem de jogar no Pacaembu, Corinthians encara velho parceiro nas quartas

  • COMPARTILHE
Esportes

Com vantagem de jogar no Pacaembu, Corinthians encara velho parceiro nas quartas

Corinthians e Bragantino iniciam a disputa por uma vaga na semifinal do Campeonato Paulista neste domingo, às 16 horas, no Pacaembu, em um confronto de clubes que se tornaram parceiros nos últimos anos. Mostra disso é a quantidade de atletas que trocaram um time pelo outro - por empréstimo ou em definitivo - nos últimos anos.

Foram tantas as negociações entre os dois que é possível montar um time, com reservas: Felipe; Guilherme Andrade, Yago, Felipe e Moisés; Moradei, Paulinho, Alan Mineiro e Everton Santos; Romarinho e Finazzi. Ainda fazem parte da lista Douglas, Lincom, Zelão, Rodrigo Sam, Claudinho, Kadu, Bill, André Vinicius, entre outros.

Atualmente, o Bragantino conta com Diego Macedo, que passou pelo Corinthians. No clube paulistano, Pedro Henrique, Maycon e Lucca já vestiram a camisa do time de Bragança Paulista. Rodriguinho também, mas no passado.

O Braga quer aproveitar mais um pouco a popularidade do Corinthians e por isso decidiu mandar a partida no Pacaembu, de olho em uma bilheteria maior. A torcida mandante ficará no setor dos visitantes, para que o estádio tenha o predomínio de corintianos.

A decisão causou irritação de alguns adversários, mas a diretoria do Bragantino "deu de ombros". "Time do interior tem que buscar recursos para sobreviver e dirigente tem que ser frio nessa hora", disse o presidente do clube, Marquinhos Chedid.

A confiança no lado do Corinthians é a de o que sistema defensivo parece melhorar a cada jogo. Desde que Fábio Carille decidiu voltar ao esquema tático vencedor de 2017, com dois volantes, foram sete jogos disputados e apenas dois gols sofridos.

"É a busca pelos dez anos que estou no Corinthians. Estou seguindo a ideia do Corinthians de ter uma defesa sólida. Fomos campeões do mundo tomando quatro gols entre Libertadores e Mundial. Tentei fazer algo diferente no começo, mas mudei porque isso não aconteceu. É a volta daquilo que é o DNA do Corinthians", disse o treinador corintiano.

O jogo ainda marca a "despedida" dos selecionáveis Fagner, Balbuena e Romero. Os três não atuarão no jogo de volta, na quinta-feira, porque estarão com suas seleções nacionais que disputarão amistosos em datas reservadas pela Fifa para o final deste mês. Eles também não deverão estar em campo na semifinal, caso o Corinthians avance.

EM BUSCA DA REABILITAÇÃO - A derrota sofrida para o Vitória, por 3 a 0, na última quinta-feira, resultou na eliminação do Bragantino na Copa do Brasil. Mas tudo isso já é passado. O foco agora é o Corinthians pelas quartas de final do Campeonato Paulista.

Sem muito tempo para treinar, já que a delegação desembarcou em São Paulo nesta sexta-feira após a partida em Salvador, o técnico Marcelo Veiga comandou uma atividade de preparação apenas, mas a tendência é a de que não tenha surpresas em relação aos 11 que vinham jogando.

Recuperado de contusão, o atacante Matheus Peixoto - autor de quatro gols neste Paulistão - volta no lugar de Miguel. Na lateral direita, Diego Macedo, também recuperado de lesão, pode retornar na vaga de Ewerton. "Nosso time vem numa sequência intensa de jogos, no Paulistão e Copa do Brasil, e temos um grupo pequeno. Talvez possa até fazer alguma mudança por necessidade, mas minha intenção é manter a mesma base", explicou Veiga.