• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Decisão por vaga em semifinal é 1ª prova de fogo para Diego Aguirre no São Paulo

  • COMPARTILHE
Esportes

Decisão por vaga em semifinal é 1ª prova de fogo para Diego Aguirre no São Paulo

Depois de jogar mal e perder para o São Caetano fora de casa no último sábado, o São Paulo volta a campo nesta terça-feira, às 21 horas, precisando de dois gols para avançar para a semifinal do Paulistão diante do time do ABC, no Morumbi.

O confronto marca a primeira prova de fogo do novo técnico Diego Aguirre, que quebra a cabeça com opções e ainda não tem um time "ideal" definido. Está longe disso. Um tropeço é fatal e pode levantar uma pressão prematura ao recém-chegado treinador uruguaio que substitui Dorival Junior.

Aguirre busca soluções para problemas que já apareciam com o ex-treinador: falta de intensidade e criatividade no meio-campo, apatia, erros de passes e muitas bolas recuadas.

Se cair, o time tricolor repetirá o desempenho de 2016, quando não passou das quartas de final, eliminado pelo Audax. O São Paulo não conquista o Paulistão desde 2005 e, depois do vice-campeonato nos pontos corridos de 2006, não chegou à nenhuma decisão.

Além de ainda estar em busca de entrosamento, o São Paulo ainda não terá Rodrigo Caio e Cueva, convocados para suas respectivas seleções. Aderllan e Marcos Guilherme devem voltar ao time.

O possível algoz do São Paulo é bem conhecido da torcida: Pintado, campeão mundial em 1992 e ex-auxiliar tricolor, hoje à frente do São Caetano. Em conversa com a reportagem do Estado, Pintado disse que viu mérito do time do ABC na vitória por 1 a 0 na ida. Para ele, sua equipe conseguiu expor as fraquezas do São Paulo em casa, mas nesta terça é outro jogo. "O São Paulo tem história e é sempre favorito jogando em casa. Mas o São Caetano vem crescendo e mostrando consistência."

Pintado assume que jogar contra o São Paulo no Morumbi tem "gosto diferente" e se vê envolvo por emoções diversas. "Esse jogo vai ter um gosto diferente e são várias emoções para mim. Entrar no Morumbi é uma emoção muito grande. Mas desta vez sou adversário do São Paulo, e vou fazer de tudo para o São Caetano ganhar. Estamos preparados."

RIVAL EMBALADO E COMPLETO - O São Caetano vem de uma sequência de seis jogos sem derrota, com quatro vitórias e dois empates, uma recuperação incrível para o clube que até a sexta rodada da primeira fase era o lanterna e estava ameaçado de queda. Como terminou vice-líder do Grupo B, tem que fazer o segundo jogo das quartas de final fora de casa. Ainda assim, se vencer o São Paulo no Morumbi pode ganhar posições importantes, já que a classificação geral define os confrontos da semifinal.

Sem nenhum desfalque, Pintado pode manter a mesma escalação que venceu o primeiro jogo. A principal arma do time dentro de casa foi anular as peças do meio de campo do adversário, com uma marcação firme e buscando a velocidade pelas pontas. O gol saiu numa falha individual do goleiro Jean, mas também teve méritos ao bom posicionamento de Chiquinho no segundo pau. Com pouco tempo para trabalhar, o time deve ser o mesmo.