• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Ferj volta atrás e afasta árbitro de Botafogo x Vasco após lesão de João Paulo

  • COMPARTILHE
Esportes

Ferj volta atrás e afasta árbitro de Botafogo x Vasco após lesão de João Paulo

A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) voltou atrás e anunciou nesta terça-feira o afastamento do árbitro Leonardo Garcia Cavaleiro. Após rever os lances do clássico entre Botafogo e Vasco no último domingo, em especial aquele que resultou na grave lesão de João Paulo, a entidade optou pela punição ao juiz por tempo indeterminado.

Em nota divulgada nesta terça, a Ferj explicou que se reuniu com membros da diretoria do Botafogo. No encontro, a Comissão de Arbitragem de Futebol (Coaf) da entidade carioca reconsiderou a avaliação inicial e admitiu que a advertência a Rildo apenas com um cartão amarelo foi um erro grave de Leonardo Garcia Cavaleiro.

Tudo aconteceu nos primeiros minutos do clássico de domingo, vencido pelo Vasco por 3 a 2. Rildo, em uma entrada extremamente violenta, acertou a sola da chuteira na canela de João Paulo. O resultado da falta foi que o meio-campista botafoguense teve a tíbia e a fíbula fraturadas, sendo obrigado a passar por cirurgia, enquanto o atacante vascaíno recebeu somente o cartão amarelo.

Inicialmente, a Ferj entendeu que não havia motivo para punir Leonardo por valorizar os "88 minutos" em que o clássico foi disputado com normalidade. "Lamentamos a fatalidade ocorrida com o atleta do Botafogo F.R., no entanto, entendemos que a fratura do atleta não seja responsabilidade do árbitro uma vez que a disputa pela bola foi feita entre dois jogadores adversários", avaliou.

A decisão foi atacada pelo Botafogo, que não só criticou a atuação do árbitro por não ter expulsado Rildo, como também se mostrou revoltado com a entidade. "A ausência de punição exemplar ao árbitro configura flagrante desrespeito aos ditames legais do futebol, em detrimento ao jogo limpo que almejam todos os participantes dos eventos esportivos", divulgou em nota na segunda-feira.