• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Goleiro Gabriel Félix comemora chance de defender Vasco em 1º clássico

  • COMPARTILHE
Esportes

Goleiro Gabriel Félix comemora chance de defender Vasco em 1º clássico

Com a convocação de Martín Silva para a seleção uruguaia, jovem assume o gol vascaíno

Com mais uma convocação de Martín Silva para defender a seleção do Uruguai, o jovem Gabriel Félix vai ganhar nova chance no gol do Vasco nesta semana. Mas não será uma oportunidade qualquer. Ele será titular pela primeira vez em um clássico, num duelo decisivo, valendo vaga na final da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca.

"Esperei muito para viver esse momento e posso garantir que estou preparado. Se trata de um grande jogo, um clássico, uma partida decisiva, uma semifinal", diz o jogador de 22 anos, que foi revelado na base vascaína. "Sempre sonhei em receber uma oportunidade como essa. Vou procurar dar o meu melhor e executar tudo que faço nos treinamentos para ter uma grande atuação."

Natural de Barra do Garças (MT), Félix chegou ao clube de São Januário em 2011 e foi promovido ao profissional em 2016. A primeira chance veio no ano passado, no Brasileirão. Agora, após atuações nesta edição do Estadual, ele já soma seis jogos na equipe principal.

"Aprendi muito nos três jogos que tive a oportunidade de jogar nesse Carioca. Aconteceram coisas ruins, sei que não comecei tão bem, mas consegui me recuperar e vivi também momentos bons. Pude aprender com essas experiências e tive um amadurecimento muito grande durante esse período", afirma o goleiro.

Félix vai ganhar nova chance no time porque Martín Silva foi convocado para um torneio amistoso com a seleção do Uruguai na China. E agora o jovem reserva espera colocar em campo o aprendizado que vem obtendo com o titular.

"O Martín é um cara sensacional e que sempre conversa muito conosco no dia a dia. Ele sempre passa tranquilidade e confiança para todos nós que subimos da base. Ele me disse uma frase na primeira vez que fui jogar que jamais esqueci: 'pressão só existe para quem não está preparado'. Guardo ela comigo e utilizo até hoje, penso sempre que vou entrar em campo", fiz o reserva.