• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Hamilton descarta 'nuvem negra' sobre Mercedes e mantém confiança na F-1

  • COMPARTILHE
Esportes

Hamilton descarta 'nuvem negra' sobre Mercedes e mantém confiança na F-1

O inglês Lewis Hamilton manteve a confiança em alta após ser surpreendido pelo alemão Sebastian Vettel no GP da Austrália, que abriu a temporada 2018 da Fórmula 1, no domingo, em Melbourne. O inglês, atual campeão da categoria, descartou qualquer "nuvem negra" sobre a equipe após os erros cometidos no circuito de Albert Park.

"Todo mundo está lamentando um pouco, mas houve um trabalho tão bom no time [nos últimos meses], um clima positivo para nos levar para a frente", diz o piloto. "Ainda assim, ficamos em segundo na corrida. Pode parecer uma nuvem negra, mas não é o caso. É ainda um resultado positivo. Temos um grande carro e ainda somos os atuais campeões."

No domingo, Hamilton largou na pole position e até quebrou o recorde da pista. Ele liderou a prova durante a maior parte, com tranquilidade, e parecia muito mais rápido que os rivais, até a entrada do safety car, que Vettel aproveitou para saltar à ponta.

De acordo com o chefe da equipe, Toto Wolff, a culpa pelo resultado foi de um software. Ele explicou que o programa utilizado pela Mercedes calculou errado a distância necessária para Hamilton garantir a manutenção da liderança com o safety car quando Vettel retornasse dos boxes.

No final da prova, Hamilton terminou entre os dois carros da Ferrari - o finlandês Kimi Raikkonen ficou em terceiro lugar. Para o inglês, seu companheiro, o também finlandês Valtteri Bottas, fez falta nesta disputa direta entre as duas equipes, consideradas as favoritas ao título deste ano.

"Com certeza não é fácil lutar contra dois carros em comparação a uma disputa um a um. A Ferrari sempre vai lugar com seus dois pilotos. São como dois ases ou dois curingas. Você se protege de um, ao marcá-lo na ida para os boxes, mas o outro ainda está lá na pista", declarou.

Hamilton lutou "sozinho" contra os pilotos da Ferrari porque Bottas teve um fim de semana complicado. Após cometer erro no treino classificatório, largou em 15º. Durante a prova, evoluiu bem, mas não passou do 8º posto, distante portanto da briga entre Mercedes e Ferrari pela vitória.

Apesar da solidão na disputa, o inglês defendeu o companheiro finlandês. "Acho que vamos trabalhar juntos e Valtteri vai trabalhar forte para ele possa estar lá entre as cabeças. Acredito que ele vai lutar por vitórias neste ano, com certeza", declarou o tetracampeão mundial.