• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Marco La Porta é eleito o novo vice-presidente do COB

  • COMPARTILHE
Esportes

Marco La Porta é eleito o novo vice-presidente do COB

Marco Antônio La Porta é o novo vice-presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB). Ele venceu com ampla vantagem a eleição realizada durante Assembleia Geral do Comitê, na manhã desta sexta-feira, no Rio de Janeiro. La Porta obteve 44 votos. Seus concorrentes, Marcel de Souza e José Medalha, fizeram 3 e 1 votos, respectivamente.

Quando saiu o resultado, La Porta se disse surpreso com o apoio recebido. "Sinceramente, eu não esperava. Fiquei muito satisfeito com a confiança, porque para chegar aos 44 votos com certeza os atletas votaram em mim", ponderou.

Eleito, ele prometeu atuar junto às confederações. "Eu conversei com o Paulo (Wanderley Teixeira, presidente do COB) quando me lancei candidato e minhas propostas eram realmente de ajudar o esporte olímpico naquilo que eu tenho mais conhecimento, a parte das Forças Armadas, atuar bem junto às confederações, dar esse suporte a eles, para chegar ao atleta, que é o mais importante."

Marco La Porta assume como vice-presidente até 31 de dezembro de 2020. Presidente da Confederação Brasileira de Triatlo, ele ocupará o cargo que ficara vago em outubro do ano passado, quando Paulo Wanderley Teixeira, então vice, assumiu a presidência do COB. Na ocasião, o dirigente foi alçado ao comando da entidade após renúncia de Carlos Arthur Nuzman, que deixou o mandato após suspeita de envolvimento em suposto esquema de compra de votos para o Rio de Janeiro sediar os Jogos Olímpicos de 2016.

Esta foi a primeira eleição que contou com o novo colégio eleitoral, aprovado em mudança de estatuto em dezembro passado. Todos os 48 votantes - incluindo 12 atletas - compareceram. A votação foi secreta e contou com uma urna eletrônica cedida pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Rio de Janeiro.

CONSELHOS - Além da escolha do vice, a Assembleia elegeu dez membros para o Conselho de Administração e cinco para o de Ética, que também foram instituídos a partir do novo estatuto. O Conselho de Ética será formado por Alberto Murray (mais votado, com 35), Guilherme Augusto Caputo Bastos (26), Ney de Barros Bello Filho (26), escolhidos entre os candidatos independentes, e Sami Arap Sobrinho (24) e Bernardino Santi (23) entre os não independentes.

"Fiquei muito feliz. É uma responsabilidade muito grande, uma votação expressiva, e espero não decepcionar ninguém. A minha vida inteira lutei, uma das minhas propostas era a criação de um Conselho de Ética, e agora temos que colocar em prática", disse Alberto Murray. Neto de Sylvio de Magalhães Padilha, que presidiu o COB entre 1963 e 1991, Murray se disse "muito emocionado" por assumir uma vaga no conselho.

O Conselho de Administração, por sua vez, terá Sérgio Rodrigues (eleito com 36 votos) e Carlos Osso (23) entre os membros independentes. As confederações que irão compor o conselho serão as de Judô (39), Golfe (33), Gelo (32), Vela (30), Boxe (29), Canoagem (28), Esgrima (24) e Karatê. Na votação, houve empate entre as confederações de Karatê e Levantamento de Pesos (21). No desempate, Karatê fez 24 votos e Levantamento de Peso, 22. Houve ainda dois votos nulos.