• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Vasco vira no fim do jogo e vence Boavista por 4 a 3 no Kleber Andrade

  • COMPARTILHE
Esportes

Vasco vira no fim do jogo e vence Boavista por 4 a 3 no Kleber Andrade

Essa foi a segunda vitória consecutiva do Vasco conquistada de virada na Taça Rio

Em noite de falha feia do goleiro Martín Silva, o Vasco mostrou poder de superação e derrotou o Boavista de virada, por 4 a 3, na noite deste domingo, no estádio Kléber Andrade, em Cariacica, no Espírito Santo. O gol da vitória, válida pela terceira rodada da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca, foi marcado nos acréscimos, pelo zagueiro Erazo.

Foi a segunda vitória consecutiva do Vasco conquistada de virada na Taça Rio. Antes, venceu o Macaé por 2 a 1, sendo que em outra rodada desta fase foi superado pela Portuguesa por 1 a 0 em uma partida na qual atuou com vários jogadores reservas porque os titulares foram poupados devido ao desgaste acumulado por causa de partida da Copa Libertadores realizada dias antes na Bolívia.

Conquistado como muito suor, o resultado positivo deste domingo garante ao time de Zé Ricardo a liderança do Grupo B, com os mesmos seis pontos do Flamengo, mas na frente por ter mais gols marcados (6 contra 5). Com seis pontos e na terceira posição, o Boavista segue no páreo por uma vaga nas semifinais da competição.

Herói da classificação vascaína para a fase de grupos da Copa Libertadores ao defender três pênaltis do Jorge Wilstermann, da Bolívia, o goleiro uruguaio Martín Silva protagonizou uma falha incrível neste domingo ao se atrapalhar e aceitar cruzamento fraco de Júlio César entre as pernas. Como tem crédito, recebeu apoio e foi aplaudido pela torcida após o lance.

O primeiro tempo em Cariacica teve de tudo. Falhas dos goleiros, equilíbrio e virada do Boavista. Começou com domínio do Vasco, que se transformou em gol de Yago Pikachu, aos 28 minutos. No lance, o lateral-direito aproveitou indecisão entre a zaga e o goleiro Rafael e só teve o trabalho de empurrar a bola para o gol.

Atrás no placar, o Boavista saiu da defesa e passou a pressionar. Não esperava, no entanto, empatar tão cedo. Três minutos após o gol do Vasco, o empate veio com o experiente lateral Júlio César, que cobrou falta lateral em direção ao gol, sem pretensão, e viu o goleiro Martín Silva se atrapalhar e deixar a bola passar entre as pernas, protagonizando uma falha incrível.

Empolgado pelo gol em um lance fortuito, o Boavista cresceu na partida e conseguiu a virada aos 46 minutos, quando o zagueiro Elivélton subiu livre de marcação e cabeceou no canto para colocar o time de Saquarema à frente do placar.

Enganou-se quem pensou que o segundo tempo não seria tão emocionante quanto o primeiro. Foi até mais, com mais ingredientes: mais quatro gols, alternâncias no placar e vitória do Vasco conquistada nos acréscimos. O triunfo emocionante teve contribuição decisiva do técnico Zé Ricardo, que colocou em campo os atacantes Rildo e Riascos e o meia Thiago Galhardo, com o objetivo de deixar a equipe mais ofensiva.

A estratégia começou a dar resultado aos 30 minutos, quando Thiago Galhardo empatou o jogo. Na jogada, o meia apareceu dentro da área paga pegar rebote do cruzamento de Rildo e acertar chute no meio do gol. Contudo, três minutos depois, Lucas chutou colocado, no canto direito de Martín Silva e recolocou o Boavista na frente do placar.

Na base do abafa, o Vasco se lançou à frente e conseguiu a virada. Primeiro, aos 37 minutos, Wagner deixou a partida empatada novamente. Ele recebeu livre, quase que na pequena área e bateu sem chance para o goleiro. Quando o 3 a 3 parecia que persistiria no placar, o time cruzmaltino chegou ao gol da vitória nos acréscimos, aos 46 minutos. Após confusão na área, a bola sobrou para o zagueiro Erazo, que cabeceou de peixinho e selou o triunfo de virada, deixando a torcida eufórica nas arquibancadas do Kléber Andrade.

FICHA TÉCNICA

VASCO 4 X 3 BOAVISTA

VASCO - Martín Silva; Yago Pikachu, Paulão, Erazo e Henrique; Desábato, Wellington (Rildo), Evander (Thiago Galhardo), Wagner e Paulinho (Riascos); Andres Rios. Técnico: Zé Ricardo.

BOAVISTA - Rafael; Thiaguinho, Gustavo Geladeira, Elivelton e Júlio César; Vitor Faísca (Renan Donizete), Willian Maranhão, Tartá (Thiago Silva), Marquinho (Lucas) e Cláudio Maradona; Leandrão. Técnico: Eduardo Allax.

GOLS - Yago Pikachu, aos 28, Júlio César, aos 31, e Elivélton, aos 46 minutos do primeiro tempo; Thiago Galhardo, aos 30, Lucas, aos 33, Wagner, aos 37, e Erazo, aos 46 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Evander e Thiago Galhardo (Vasco); Vitor Faísca, Júlio César e Leandrão (Boavista).

ÁRBITRO - Leonardo Garcia Cavaleiro.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Kléber Andrade, em Cariacica (ES).