• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Messi marca, Barcelona ignora desfalques e vence Athletic Bilbao com facilidade

  • COMPARTILHE
Esportes

Messi marca, Barcelona ignora desfalques e vence Athletic Bilbao com facilidade

O Barcelona não chegou a ser brilhante neste domingo, mas confirmou o seu domínio na atual temporada do Campeonato Espanhol. Sem contar com alguns de seus titulares, a equipe catalã dominou o Athletic Bilbao e ganhou por 2 a 0, no Camp Nou, pela 29ª rodada.

Chegou, assim, aos 75 pontos, manteve a invencibilidade na competição e ficou ainda mais próximo do título. Vice-líder, o Atlético de Madrid soma 64 e precisa vencer o Villarreal neste domingo para não se complicar de vez na disputa. Com 35 pontos, por sua vez, o Athletic Bilbao briga pelas posições intermediárias da tabela.

Sem contar com o volante Sergio Busquets, contundido, o meia Iniesta, poupado, e o atacante uruguaio Luis Suárez, suspenso, o técnico Ernesto Valverde escalou o meio-campo com Paulinho, Ivan Rakitic e Philippe Coutinho. E, no ataque, Paco Alcácer ganhou uma oportunidade.

E o contestado centroavante não demorou para aproveitar a sua oportunidade. Logo aos oito minutos, Alba recebeu passe de Messi em posição irregular e cruzou rasteiro. Paco Alcácer, então, finalizou no canto e abriu o placar.

O domínio seguiu todo do Barcelona mesmo após o gol. Philippe Coutinho, de primeira, quase marcou um belo gol cinco minutos depois, mas acertou o travessão. O segundo gol parecia inevitável. E ele realmente saiu aos 30: Messi recebeu de Dembélé na meia-lua e bateu no canto, rasteiro, com perfeição.

Atordoado, o Athletic Bilbao sequer conseguia chegar ao ataque mesmo com a desvantagem. E o Barcelona seguia desperdiçando oportunidades. Coutinho, aos 34, acertou novamente o travessão. Paulinho também teve sua chance aos 43, mas a trave novamente impediu um gol brasileiro.

Com o duelo tranquilo, o Barcelona diminuiu o ritmo no segundo tempo. Mantinha o domínio, mas não criava com a mesma frequência. Iniesta ainda foi a campo no lugar de Dembélé e ajudou a cadenciar o meio-campo. Assim, com facilidade, a equipe confirmou a vitória e se aproximou do título do Espanhol.