• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Minas vence Flu e avança às semifinais da Superliga, mas levantadora se aposenta

  • COMPARTILHE
Esportes

Minas vence Flu e avança às semifinais da Superliga, mas levantadora se aposenta

Em uma partida bem disputada, o Camponesa/Minas provou sua força em casa, na Arena Minas, e venceu o Fluminense por 3 sets a 1, parciais de 25/22, 23/25, 25/15 e 25/23, e se garantiu neste sábado nas semifinais da Superliga Feminina de Vôlei. As mineiras já haviam vencido as cariocas no primeiro confronto da melhor de três confrontos das quartas de final, no Rio, por 3 sets a 0.

Neste segundo duelo contra o rival carioca, a central Carol Gattaz teve uma grande atuação. "Estou muito focada no Minas, que é a minha maior preocupação agora. O time está de parabéns pelas partidas nessa série de quartas de final. Sabíamos que o hoje ia ser bem mais difícil hoje e que o Fluminense viria mais forte e foi o que aconteceu de fato", destacou Carol Gattaz.

A experiente jogadora já começa a voltar sua atenção para o adversário da semifinal, que será justamente o Sesc-RJ, assim como na temporada passada. "Agora vamos enfrentar o Rio mais uma vez, e elas têm o time favorito ao título pela experiência e qualidade das jogadoras. Temos que virar a chave e já começar a pensar na semifinal. Não vai ser uma série fácil, mas vamos brigar para estar na final", afirmou a central do Minas.

Outro destaque do jogo deste sábado ocorreu do lado de fora da quadra. Logo após o fim da partida, a levantadora Karine Guerra, grávida de sete meses, anunciou a aposentadoria. A jogadora não segue com o time mineiro na semifinal.

"É um orgulho ter vivido tudo que vivi e tenho que agradecer a todo mundo que me apoiou a vida inteira. É um momento difícil, mas chega uma hora que sabemos que temos que parar. Esse momento chegou. Estou feliz por tudo que eu tive nos 15 anos de muitas conquistas. E estou tendo a oportunidade de fechar a minha carreira em um clube como Minas me deixa muito feliz", disse Karine, de 39 anos.