• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mourinho desabafa contra críticos e minimiza importância de Guardiola no City

  • COMPARTILHE
Esportes

Mourinho desabafa contra críticos e minimiza importância de Guardiola no City

O Manchester United foi eliminado da Liga dos Campeões pelo Sevilla na última terça-feira, após perder por 2 a 1 em pleno Old Trafford

O técnico José Mourinho concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira ainda irritado pelas críticas após a eliminação do Manchester United para o Sevilla, em casa, nas oitavas de final da Liga dos Campeões. No desabafo sobrou até para Pep Guardiola, atual comandante do Manchester City, que está nas quartas da competição europeia e também muito próximo de erguer o troféu no Campeonato Inglês.

Mourinho culpou "a herança" recebida pelos maus resultados em sua atual gestão. E para justificar a falta de sorte com o elenco no qual foi obrigado a trabalhar, ele disse que Guardiola não tem tanto mérito pelo sucesso no City.

"Você sabe o que também é herança? É assumir um time que tenha Otamendi, Kevin De Bruyne, Fernandinho, David Silva, Sterling e Agüero (todos jogadores do City). Eles são investimentos do passado e não dos últimos dois anos. Foram contratados no passado", afirmou.

O treinador também disse que não há conflito com os dirigentes executivos do United. "Estamos indo no mesmo sentido. Concordamos em tudo. Sabemos que estamos no meio de um processo. Concordamos que precisamos de investimentos. Concordamos que temos o que temos. E sabemos que o investimentos virão de maneira progressiva, temporada após temporada. Mas precisamos mais do que investimentos, precisamos entender o tempo."

O Manchester United foi eliminado da Liga dos Campeões pelo Sevilla na última terça-feira, após perder por 2 a 1 em pleno Old Trafford. As equipes haviam empatado o jogo de ida em 0 a 0, na Espanha.

Apesar da queda, o time de Mourinho faz um bom Campeonato Inglês. O United é o atual vice-líder da competição com 65 pontos. O problema que deve incomodar o português é que o Manchester City, de Guardiola, está disparado na frente, com 16 pontos de vantagem.

"Entendo que por muitos, muitos, muitos, muitos anos, foi muito difícil para as pessoas que não gostam de mim. 'Olha, ele ganhou de novo. Olha, ele ganhou de novo. Olha, ele ganhou de novo'. Agora, nos últimos dez meses eu não ganhei nada. Derrotei o Liverpool, derrotei o Chelsea, mas perdi para o Sevilla. Então eles (os críticos) devem estar muito felizes nesse momento", afirmou.

Mourinho tem a oportunidade de calar novamente os críticos neste sábado. O Manchester United encara o Brighton & Hove Albion pelas quartas de final da Copa da Inglaterra.