• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

'O Fluminense fez um jogo praticamente perfeito', diz Abel Braga

  • COMPARTILHE
Esportes

'O Fluminense fez um jogo praticamente perfeito', diz Abel Braga

Abel garantiu que o time não entrou em campo para buscar o empate, apesar da vantagem conquistada na fase anterior.

Apesar do empate por 1 a 1 com o Flamengo, o técnico Abel Braga avaliou o desempenho do Fluminense no clássico disputado na noite desta quinta-feira como "praticamente perfeito". Com a vantagem do empate, o time tricolor avançou à final da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca.

"A importância desse jogo é grande porque continuamos sem perder clássicos. No jogo, fomos muito bem, não tivemos qualquer tipo de preocupação com a posse de bola, demos a posse a eles, cometemos alguns erros no primeiro tempo que poderia ter tido consequência melhor para nós em saída e roubadas de bola, mas o Fluminense fez um jogo praticamente perfeito", afirmou.

Abel garantiu que o time não entrou em campo para buscar o empate, apesar da vantagem conquistada na fase anterior. "Não usei a palavra vantagem em momento algum, disse que não deveríamos entrar em campo para defender o 0 a 0, fizemos uma boa partida, tivemos chances claras, inclusive um gol anulado que liquidaria o jogo", disse o treinador, referindo-se ao gol anulado de Gum, no segundo tempo.

E, mesmo com o empate, ele valorizou a classificação sobre o rival. "Sabemos o valor do outro lado, é um grande time, hoje tivemos consciência desse poder que eles têm, mas foi um jogo com muita cultura tática, inteligência, entrega e não fiz as mesmas substituições. O jogo pediu, tivemos dois jogadores muito rápidos, o Pablo e o Marlon, inclusive deram ajuda ao Ayrton, mas hoje não podemos destacar nada além da inteligência com que jogamos."

Para o técnico, o Fluminense falhou ao ceder o empate aos 40 minutos do segundo tempo. "O treinador tem que ser crítico. Teve coisas que pedi que não foram cumpridas, sofremos um gol no final. Fora isso, a única chance do Flamengo foi a cabeçada que Júlio fez uma grande defesa."

Individualmente, Abel exaltou a atuação de Gum, que anotou seu primeiro gol sobre o Flamengo. O zagueiro, com longa história no clube, vem ganhando novas oportunidades no time neste ano após sofrer com seguidos problemas físicos em 2017.

"Dispensei o Gum em 2006 e depois o encontrei em 2011, classificamos direto para a Libertadores, em 2012, fomos campeões do Carioca e do Brasileiro e desse tempo para cá, as coisas não ocorreram bem, a torcida não queria mais saber do Gum. Então, o maior mérito disso é dele mesmo, ele que conseguiu ultrapassar todo o momento difícil que ele passou juntamente com a equipe, porque era 'Gum não serve' e de repente, vira 'Gum guerreiro' novamente."

Na decisão da Taça Rio, o Fluminense terá outro clássico pela frente. Seu adversário será o Botafogo, que eliminou o Vasco na outra semifinal. A partida está marcada para domingo, no Maracanã.