• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Retornos de Borja, arena e de lateral motivam Palmeiras para decisão

  • COMPARTILHE
Esportes

Retornos de Borja, arena e de lateral motivam Palmeiras para decisão

Time venceu o Santos na última terça-feira (27) e garantiu a vaga na final do Paulistão. Palmeiras agora aguarda seu adversário, que será definido no jogo entre Corinthians e São Paulo

Para a final do Campeonato Paulista o Palmeiras terá algumas condições mais favoráveis em comparação ao jogo que definiu a classificação da equipe para a decisão. O clube vai decidir o título estadual no Allianz Parque, no dia 8 de abril, com a presença do artilheiro no ano, Miguel Borja, e do lateral-direito Marcos Rocha, todos elementos que ficaram fora da semifinal.

Contra o Santos, no Pacaembu, nesta terça-feira, o time conseguiu a vaga nos pênaltis após grande dificuldade. O técnico Roger Machado precisou, por exemplo, improvisar o meia Tchê Tchê na vaga de Marcos Rocha, desfalque por dores musculares, e admitiu ter sentido falta do artilheiro do time. O colombiano Miguel Borja esteve fora das duas semifinais para defender a seleção em amistosos.

"Agora com a volta do Miguel, a gente vê como vai ficar o time. O Miguel me dá uma outra característica para o ataque", afirmou Roger. O atacante se reapresenta nos próximos dias e estará à disposição do primeiro jogo da final, assim como Marcos Rocha, que faz tratamento intensivo para se recuperar e poder entrar e campo.


Escolhido como o substituto dele contra o Santos, o meia Tchê Tchê disse torcer pelo retorno do titular na lateral. "O Marcos Rocha vinha muito bem, claro que não é minha posição, esperamos que ele possa voltar no próximo jogo. Estou torcendo para ele voltar", afirmou o jogador.

Outro trunfo palmeirense é o Allianz Parque. Cedido para show nesta terça-feira, a arena receberá o último jogo do Campeonato Paulista e representa um importante aliado. No estádio o Palmeiras tem aproveitamento superior a 70%. O volante Bruno Henrique afirmou que o time não tem preferência por adversário. "A gente espera, quem vier, nós vamos pensar em nós. Vamos descansar, trabalhar para fazer uma grande final independente de quem for", comentou.