• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Sampaoli reconhece dificuldades da Argentina em Madri: 'A Espanha nos estapeou'

  • COMPARTILHE
Esportes

Sampaoli reconhece dificuldades da Argentina em Madri: 'A Espanha nos estapeou'

Sem Messi, seleção argentina foi massacrada pela Espanha por 6 a 1, em jogo amistoso

O técnico Jorge Sampaoli reconheceu a superioridade da Espanha diante da Argentina no amistoso disputado nesta terça-feira, em Madri. Os espanhóis surpreenderam ao aplicarem sonora goleada de 6 a 1 sobre os sul-americanos, em preparação para a Copa do Mundo da Rússia.

"A Espanha nos estapeou. Eles souberam tirar vantagem da nossa bagunça e os gols saíram rápido", comentou Sampaoli, sem esconder a preocupação com nível de jogo de sua seleção às vésperas da Copa.

"Temos que aprender com o que aconteceu. Mesmo durante a partida, não deveríamos ter permitido resultado tão desigual. Vamos continuar trabalhando para que isso não aconteça na Copa", declarou o treinador, que apostou na mesma estratégia de posse de bola do rival, sem sucesso.



Sampaoli não pôde contar na terça com Lionel Messi. O atacante voltou a desfalcar sua seleção em razão de dores musculares. "Mas ele permaneceu com a gente. Gostaria de destacar toda a sua capacidade de apoiar o time e ajudar os jovens jogadores", ressaltou o treinador. "Vejo que ele está bem comprometido com o time."

A dura goleada traz novas desconfianças sobre o trabalho de Sampaoli e também sobre a dependência de Messi. O time argentino já havia sofrido para garantir a vaga no Mundial da Rússia, ao assegurar a classificação somente na última rodada das Eliminatórias Sul-Americanas. Naquela rodada, Messi foi decisivo para a conquista.

Antes da derrota para a Espanha, a Argentina venceu a Itália por 2 a 0, no primeiro amistoso desta série, na sexta-feira. Com estes dois resultados díspares, Sampaoli deve definir nos próximos 40 dias a lista de convocados da sua seleção para a Copa. O time argentino vai estrear no dia 16 de junho, contra a Islândia, em Moscou. No Grupo D, ainda estão Croácia e Nigéria.