• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Santos e Palmeiras revivem rivalidade em clássico no Pacaembu

  • COMPARTILHE
Esportes

Santos e Palmeiras revivem rivalidade em clássico no Pacaembu

Desde 2015 os dois clubes se enfrentaram em semifinais e finais de dois Estaduais

A sequência de jogos decisivos e de rivalidade acirrada entre Santos e Palmeiras nos últimos anos viverá a partir deste sábado um capítulo diferente. Os dois clubes entram em campo às 19 horas para iniciar a briga por vaga na final do Campeonato Paulista em um palco diferente. O estádio do Pacaembu vai receber tanto a partida de ida como a volta, na próxima terça.

Desde 2015 os dois clubes se enfrentaram em semifinais e finais de dois Estaduais, além de terem sido adversários diretos pelas primeiras posições de duas edições de Campeonato Brasileiro. Os encontros, alguns deles cheios de provocação, foram ou na Vila Belmiro ou no Allianz Parque, estádios que neste duelo ficam fora.

O Santos manda o primeiro jogo no Pacaembu para ter mais renda e atrair mais público. Já o Palmeiras, terá de recorrer ao estádio municipal pois terá a arena ocupada por um show na próxima semana.

Mas para nenhuma das equipes o local da semifinal é estranho. "Vamos contar com a torcida, vamos jogar no Pacaembu. O primeiro jogo diz muito no mata-mata", disse o goleiro santista Vanderlei.

O clube alvinegro comemorou no estádio mais de dez conquistas, entre elas a Copa Libertadores de 2011. O Palmeiras também tem relação de proximidade do Pacaembu, onde atuou mais de 1,1 mil vezes e ganhou 27 títulos. "Vejo um jogo no Pacaembu com muita naturalidade. Até porque em outros momentos decisivos o Palmeiras fez de lá a sua casa. Nos sentimos à vontade", afirmou o treinador Roger Machado.

O começo da briga por vaga na final traz um reencontro curioso, para ambos os lados. O meia Lucas Lima, agora no Palmeiras, vai encarar pela primeira vez a torcida do adversário o Santos, de onde saiu em baixa no ano. O jogador enfrentou o clube na primeira fase, porém apenas com a presença de alviverdes na arena palmeirense.

O santista Gabriel vai enfrentar pela primeira vez o Palmeiras depois do retorno à equipe da Vila Belmiro. O atacante marcou seis vezes em 12 encontros contra o rival, time em quem mais fez gols na carreira.

Nas escalações as duas equipes têm poucas novidades. O Palmeiras conseguiu efeito suspensivo e vai escalar o goleiro Jailson, única modificação em comparação ao último jogo. O Santos também só deve ter uma novidade. O técnico Jair Ventura pensa em apostar na troca do meia Diogo Vitor na vaga de Jean Mota.

PALCO HISTÓRICO - Palmeiras e Santos resgatam Pacaembu uma longa tradição de clássicos no Pacaembu. O estádio já recebeu 81 encontros entre os dois, com retrospecto equilibrado e histórias inesquecíveis.

Foram 28 vitórias palmeirenses, 24 empates e 29 triunfos santistas. Entre as partidas mais marcantes, estão a vitória alvinegra de 7 a 6 em 1958, jogo com uma série de viradas dos dois lados e que até hoje é o clássico com maior número de gols no País.

Do lado alviverde, um clássico inesquecível foi em 1960, com a vitória de virada na final do Estadual sobre o time de Pelé.