• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Sob comando de Jardine, São Paulo enfrenta Red Bull Brasil após semana turbulenta

  • COMPARTILHE
Esportes

Sob comando de Jardine, São Paulo enfrenta Red Bull Brasil após semana turbulenta

O São Paulo atua neste domingo, às 17 horas, sob o comando interino de André Jardine na primeira partida depois da demissão de Dorival Junior. Já classificado para enfrentar o São Caetano nas quartas de final do Campeonato Paulista, o time até poderia ter um jogo tranquilo no Morumbi, pela rodada da final da primeira fase, mas esse não será o caso.

Por causa do clima tenso depois da derrota para o Palmeiras na quinta-feira por 2 a 0, há previsão de protestos da torcida. Pelas redes sociais, a organizada Independente Tricolor prometeu não entrar no estádio e ainda fazer uma "marcha fúnebre" em frente ao Morumbi como forma de criticar o time pelo mau desempenho da equipe neste início de temporada.

Recém-promovido para o time principal do São Paulo como auxiliar técnico, Jardine vai encarar o jogo como um "cartão de visita" seu para a torcida, que deposita bastante esperança no treinador em função da passagem vitoriosa pelas divisões de base. Pode ser seu único jogo à frente do time no momento, já que o clube tenta contratar Diego Aguirre para substituir Dorival e espera fechar a negociação até o início da semana.

Em campo, Jardine não terá Edimar à disposição, que trata uma entorse no joelho direito. Sua primeira opção é Júnior Tavares e, no banco, terá Liziero, atleta de sua confiança e que integrou a equipe principal do São Paulo na última semana.

Também sem Jucilei, Sidão e Reinaldo, todos lesionados, o interino deve escalar o time com Jean; Militão, Rodrigo Caio, Arboleda e Júnior Tavares; Petros, Hudson, Cueva e Valdívia; Marcos Guilherme e Brenner.

Mais uma vez o Red Bull Brasil ficou pelo caminho. O empate por 0 a 0 com a Ponte Preta na última quinta-feira eliminou o time ainda na primeira fase do Paulistão. Mesmo sem almejar mais nada, o elenco promete brigar pela vitória.

Com 13 pontos, o Red Bull não tem mais risco de ser rebaixado, mas também não consegue ultrapassar o Botafogo, vice-líder do Grupo D com 16 pontos. Isso porque o adversário de Ribeirão Preto tem duas vitórias a mais - 4 a 2 - faltando apenas a última rodada. Com isso, o objetivo de Ricardo Catalá passou a ser o Troféu do Interior, que garante ao campeão uma vaga na Copa do Brasil de 2019.

Sem nenhum jogador suspenso, é provável que ele mantenha a mesma escalação da partida com a Ponte. O time, que não vence há quatro jogos, também pode comemorar duas partidas sem sofrer gols, com uma das melhores defesas da competição, com oito gols sofridos.

Esse time deveria ter ido mais longe. Nós perdemos pontos no começo do campeonato em partidas que tivemos a condição de vencer. Agora, todos os pontos que perdemos nas últimas rodadas ainda tiveram um peso maior", disse Ricardo Catalá.