• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Torcida do Lille invade campo e agride jogadores após empate

  • COMPARTILHE
Esportes

Torcida do Lille invade campo e agride jogadores após empate

Torcedores do Lille, time dos brasileiros Thiago Mendes, Luiz Araújo e Thiago Maia, invadiram o campo e agrediram jogadores do clube após o empate por 1 a 1 com o Montpellier, em duelo válido pelo Campeonato Francês e disputado neste sábado.

Após o apito final, os torcedores entraram no gramado do estádio Pierre-Mauory. O atacante Nicolas Pepe foi chutado na perna por um deles, e houve outras confusões entre jogadores e torcedores, enquanto os seguranças presentes ao estádio não conseguiam controlar a situação. A imprensa francesa também informa que o zagueiro Adama Soumaoro foi agredido.

Uma fila de seguranças foi formada em um dos lados do campo em uma ação para controlar os cerca de 200 torcedores, que gritavam insultos ao elenco, e ao presidente do Lille, Gerard López.

Na última segunda-feira, o dirigente havia se reunido com um grupo de torcedores que havia lhe assegurado apoio ao time até o final da temporada. Mas a trégua prometida foi rompida rapidamente. O Lille está em penúltimo lugar no Campeonato Francês, ameaçado de rebaixamento quando faltam nove rodadas para o encerramento do torneio.

O técnico Christophe Galtier reconheceu que há motivos para frustração dos torcedores, mas considerou inaceitável a conduta deles. "Eles são fanáticos que perderam o controle, mas também são torcedores que estão descontentes e tristes. Não aceito que meus jogadores sejam agredidos ou tratados assim", disse. "Isso é apenas uma partida".

Esperançoso em se classificar para a Liga dos Campeões, o Lille fez altos investimentos antes do início da temporada, o que incluiu a contratação do técnico Marcelo Bielsa, do trio de brasileiros e do marfinense Pepe, mas não tem conseguido bons resultados.

"Meus jogadores deram tudo e estão dando tudo há muito tempo. Eu posso entender a decepção e o desgosto, mas meus jogadores também estão decepcionados enojados consigo mesmos", acrescentou o treinador do Lille.