• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Valentim admite preocupação com bola aérea, mas celebra vaga do Botafogo na final

  • COMPARTILHE
Esportes

Valentim admite preocupação com bola aérea, mas celebra vaga do Botafogo na final

Time alvinegro sofreu, mas conseguiu a vitória sobre rival cruz-maltino

O técnico Alberto Valentim comemorou a vitória do Botafogo sobre o Vasco, por 3 a 2, na noite desta quarta-feira, mas não deixou de admitir preocupação com as falhas da equipe em lances de bola aérea na defesa. Foi assim que o rival marcou seus dois gols e chegou a virar o placar antes do triunfo do Botafogo, que avançou à final da Taça Rio.

"Como corrigir? Só treinar, treinar e treinar", disse Valentim, referindo-se a estas falhas. "Mas acho que tomei só dois (de bola aérea). Contra o Flamengo, estava impedido. Não posso cobrar deles se o jogador está impedido. Falta lateral, a gente procura o máximo sair na batida da bola. Se o Rhodolfo está lá impedido, não posso cobrar."

Apesar disso, Valentim apontou evolução da equipe em comparação ao mesmo clássico disputado no fim de semana, pela rodada final da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca. Naquele jogo, foi o Vasco que saiu vitorioso de campo, justamente pelo placar de 3 a 2.

"Vi um Botafogo melhor em relação ao primeiro tempo de domingo. Nos posicionamos melhor na fase ofensiva, precisávamos corrigir isso. Entramos em desvantagem, o Vasco conseguiu a virada com dois gols de bola parada. A gente não se perdeu. Pedi para que isso não acontecesse, e conseguimos buscar o terceiro gol com calma", elogiou.

Pela postura apresentada em campo, Valentim exaltou seus jogadores, que chamou de "guerreiros". "Tem que ter um time aguerrido e organizado. Em vez de fazer o gol, acabamos tomando se estiver desorganizado. Que são guerreiros, eu não estou mentindo. É preciso máximo de organização possível", declarou.

Individualmente, o treinador aprovou a postura do zagueiro Igor Rabello, que falhou num dos lances do gol do Vasco, mas se redimiu ao marcar seu gol. "Ele não se abateu. O Botafogo tomava muitos gols de bola parada, hoje aconteceu duas vezes. Está aí a prova de que precisamos melhorar."

Valentim também fez considerações sobre o volante Marcelo, os meias Luiz Fernando e Marcos Vinícius e o atacante Brenner. "O Marcelo precisa melhorar, sem dúvidas. Não vinha jogando, precisa de ritmo de jogo. Depende muito, além da posição dele, mas por características, precisa muito da condição física. Com isso vai conseguir ser mais sereno", declarou.

"O Luiz precisa perder essa timidez para jogar. Brenner observo muito nos treinos que ele sabe vir buscar essa bola, sabe fazer o trabalho de pivô e jogar pelas beiradas. Marcos Vinícius ainda não consigo ter os 90 minutos. Além de ajudar na armação, tem a chegada na área", comentou.

O Botafogo volta a campo no domingo para disputar a final da Taça Rio. Seu adversário vai sair do duelo entre Fluminense e Flamengo, que vão se enfrentar na noite desta quinta-feira, no Engenhão.