• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

'Aprendi que, no Brasileiro, não é ruim empatar fora de casa', diz Aguirre

  • COMPARTILHE
Esportes

'Aprendi que, no Brasileiro, não é ruim empatar fora de casa', diz Aguirre

O técnico do São Paulo, o uruguaio Diego Aguirre, lamentou o gol sofrido por sua equipe já aos 43 minutos do segundo tempo, que decretou o 1 a 1 com o Fluminense, neste domingo, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. Por outro lado, destacou o ponto conquistado fora de casa ao analisar a dinâmica do Campeonato Brasileiro.

"Aprendi que, no Brasileiro, não é ruim empatar fora de casa. Semana que vem, temos de vencer e tentar ficar nas primeiras posições do campeonato", falou o uruguaio, citando o próximo compromisso da equipe, no sábado, contra o Atlético Mineiro, no estádio do Morumbi, em São Paulo, pela quarta rodada.

Até aqui, o São Paulo acumula uma vitória e dois empates no torneio, o que lhe rende cinco pontos na tabela de classificação. Se tivesse saído com os três pontos do Rio de Janeiro, estaria no G4.

"Acontece, tomamos o gol no final, ficamos muito perto (da vitória), mas vi coisas boas no time. Gostaria de ter vencido, mas não é ruim também ter empatado fora", reiterou Diego Aguirre, que voltou a utilizar Diego Souza, e como titular. Após quase ser envolvido em uma negociação com o Vasco na semana passada e acabar preterido pelo treinador em algumas partidas, o camisa 9 recebeu elogios do comandante. "O Diego fez um bom jogo, fazia um tempo que não vinha jogando e mostrou que pode ajudar muito", destacou.

Apesar de permanecer invicto no Brasileirão, o elenco mostrou insatisfação com o resultado trazido do estádio do Maracanã, especialmente por ter deixado a vitória fora de casa escapar no final. Por sinal, seria a primeira de Diego Aguirre como visitante desde que assumiu o comando. Agora, ele acumula três empates e três derrotas em jogos longe do Morumbi.

"Fizemos um jogo firme. Ficamos bravos porque viemos para buscar a vitória. O time jogou bem e eles acertaram um bom cruzamento. O Pedro é forte na jogada aérea. É trabalhar durante a semana e melhorar esses erros para que no sábado que vem dê tudo certo no Morumbi", analisou o zagueiro Bruno Alves.

"Para a gente, foi como uma derrota", afirmou o atacante colombiano Tréllez, que entrou no lugar de Diego Souza no segundo tempo e quase fez o segundo gol, mas acertou a trave do Fluminense ao aproveitar um cruzamento de Marcos Guilherme.