• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Djokovic perde de 140º do ranking na estreia em Barcelona e amplia má fase

  • COMPARTILHE
Esportes

Djokovic perde de 140º do ranking na estreia em Barcelona e amplia má fase

Com a surpreendente vitória sobre Djokovic, Klizan avançou às oitavas de final e se credenciou para enfrentar o espanhol Feliciano López, 12º pré-classificado

O sérvio Novak Djokovic amargou nesta quarta-feira mais um capítulo da má fase que atravessa no circuito profissional ao ser eliminado em seu jogo de estreia no Torneio de Barcelona. O ex-número 1 do mundo foi derrotado pelo eslovaco Martin Klizan, atual 140º colocado da ATP, por 2 sets a 1, com parciais de 6/2, 1/6 e 6/3, e ampliou o momento ruim vivido por ele durante toda esta temporada.

Hoje na 12ª posição do ranking, o tenista de Belgrado estreou direto na segunda rodada do ATP 500 realizado em quadras de saibro por ser o sexto cabeça de chave da competição. Porém, não conseguiu confirmar o seu favoritismo e caiu após 1h39min de confronto diante de um adversário que ele havia superado por quatro vezes nos quatro duelos anteriores com o rival.

Com a surpreendente vitória sobre Djokovic, Klizan avançou às oitavas de final e se credenciou para enfrentar o espanhol Feliciano López, 12º pré-classificado, que na última terça-feira estreou em Barcelona derrotando o também sérvio Dusan Lajovic, por 2 sets a 1, com 6/4, 2/6 e 6/4.

No duelo desta quarta, o tenista da Eslováquia exibiu eficiência ao aproveitar as três chances que teve de quebrar o saque de Djokovic, que só conseguiu jogar bem no segundo set, no qual converteu dois de quatro break points para aplicar um 6/1 e empatar o duelo, antes de voltar a cair de rendimento na parcial derradeira.

O sérvio está na luta para se recuperar de lesões desde 2017, quando perdeu quase metade da temporada por causa de um problema no cotovelo, antes de ser submetido a uma cirurgia no punho em fevereiro. Neste ano, ele foi eliminado nas oitavas de final do Aberto da Austrália, em janeiro, e foi surpreendido com derrotas nas estreias dos Masters 1000 de Indian Wells e Miami, ambos nos Estados Unidos. Depois destes fracassos, caiu nas oitavas de final do Masters 1000 de Montecarlo, na semana passada, no início de sua temporada de saibro.

Assim, Djokovic segue sem nenhum título em 2018 e passou a acumular um retrospecto de cinco vitórias e cinco derrotas em dez partidas realizadas até aqui neste ano.

DIMITROV ARRASA - Se o sérvio voltou a decepcionar, o búlgaro Grigor Dimitrov não teve dificuldades para confirmar o seu favoritismo na estreia em Barcelona. Também em duelo válido pela segunda rodada, o atual quinto colocado do ranking mundial arrasou o francês Gilles Simon, 70º da ATP, com parciais de 6/2 e 6/1.

Segundo cabeça de chave da competição, Dimitrov avançou às oitavas de final e vai encarar agora o tunisiano Malek Jaziri, que na última terça-feira bateu o norte-americano Ernesto Escobedo por 6/4 e 6/3.

Em outro duelo desta quarta, o austríaco Dominic Thiem também confirmou a sua condição de terceiro pré-classificado ao estrear vencendo o espanhol Jaume Munar por 7/6 (10/8) e 6/1. O seu próximo rival será o eslovaco Jozef Kovalik, que em outro jogo já encerrado do dia superou o argentino Guido Pella por duplo 6/3.

Já o japonês Kei Nishikori, vice-campeão do Masters 1000 de Montecarlo no último domingo, acabou abandonando por motivo de lesão o seu jogo de estreia contra o espanhol Guillermo García-López após perder o primeiro set por 6/3. O tenista oriental pareceu ter sofrido com dores no punho direito depois do grande esforço que precisou fazer na semana passada para alcançar a decisão em Mônaco, onde caiu diante do espanhol Rafael Nadal na luta pelo título.