• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Em duelo emocionante, Cruzeiro vence Sesi no tie-break na 1ª final da Superliga

  • COMPARTILHE
Esportes

Em duelo emocionante, Cruzeiro vence Sesi no tie-break na 1ª final da Superliga

Em uma partida bastante equilibrada, o Cruzeiro venceu o Sesi-SP por 3 sets a 2 neste sábado, com parciais de 25/23, 25/27, 26/24, 22/25 e 15/12, e largou na frente na decisão da Superliga de Vôlei Masculino. A partida foi emocionante do início ao fim, teve 2h50 de duração e contou com o ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, lotado.

O levantador Nicolas Uriarte foi eleito, por votação popular, o melhor jogador da partida. "Sabíamos que uma final seria neste nível, muito difícil. Hoje foi difícil entrar no jogo e ainda temos um segundo confronto contra eles. Temos que entrar fortes para conseguir mais uma vitória", disse o jogador.

A definição do campeão acontecerá no próximo domingo, às 9h10, no ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte. Se o Sesi vencer a partida, o título será decidido no "golden set". O Cruzeiro vai em busca de sua sexta conquista da Superliga, a quinta consecutiva.

O oposto Evandro, do Cruzeiro, principal pontuador do jogo ao lado de Yoandy, ambos com 21 pontos, minimizou a vantagem do time mineiro. "É um jogo e uma vitória na final. Temos que ganhar a segunda ou, se perder, temos que vencer o Super Set. Isso é a decisão desta Superliga. Não tem nada garantido para nenhum dos dois lados."

O Cruzeiro fez a melhor campanha na primeira fase, com 19 vitórias e apenas três derrotas. Nas quartas de final, eliminou o Lebes Canoas e na sequência passou pelo EMS Taubaté Funvic. O Sesi terminou a fase classificatória na terceira posição, com 17 vitórias e cinco derrotas. Nos playoffs, bateu o Corinthians-Guarulhos e depois o Sesc RJ.

O JOGO - No duelo deste sábado, o Cruzeiro começou mais ligado e chegou a abrir sete pontos de diferença no set inicial. Com o apoio dos torcedores, o Sesi conseguiu reagir chegou a igualar o placar em 19 a 19. O time mineiro, no entanto, fez 25 a 23 e fechou.

O oposto Evandro era o principal destaque do Cruzeiro e a equipe voltou a iniciar em vantagem a segunda parcial. O Sesi conseguiu equilibrar novamente e virou no final com 27 a 25.

O terceiro set foi parelho do início ao fim. O Cruzeiro fechou a parcial em 26 a 24 graças a um bloqueio de Isac. O Sesi não perdeu a concentração e demonstrou que ainda estava na disputa. No quarto set, a equipe paulista venceu por 25 a 22 com o ponto final de maneira polêmica. O árbitro deu bola fora em um ataque do cruzeirense Filipe. O time visitante pediu desafio e o lance não foi mostrado no telão.

No tie-break, o Cruzeiro iniciou com vantagem, mas o Sesi chegou a virar para 9 a 8. A equipe mineira abriu três pontos de vantagem graças a dois bloqueios de Lipe e na sequência Leal fechou em 15 a 12.