• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Hamilton admite que Mercedes 'não está rápida o suficiente' no Azerbaijão

  • COMPARTILHE
Esportes

Hamilton admite que Mercedes 'não está rápida o suficiente' no Azerbaijão

O mais rápido foi o australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, seguido pelo finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari.


O britânico Lewis Hamilton admitiu nesta sexta-feira que a Mercedes não está rápida o suficiente para brigar pela pole position para o GP do Azerbaijão de Fórmula 1. O treino classificatório acontece neste sábado, às 10 horas (de Brasília), no circuito de rua de Baku, e a largada está marcada para o domingo, às 9h10.

A declaração foi dada após Hamilton fazer apenas o quinto melhor tempo na segunda sessão de treinos livres desta sexta-feira. O mais rápido foi o australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, seguido pelo finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari.

"Foi um dia tranquilo. Conseguimos tudo o que precisávamos, eu fiz todas as voltas planejadas e não cometemos muitos erros", disse o britânico. "Pegamos muitas informações, mas não estamos rápido o suficiente", emendou.

Na opinião de Hamilton, a Red Bull é a favorita para vencer o Grande Prêmio e a Ferrari, hoje, é a única em condição de brigar pelas primeiras posições. "A Red Bull definitivamente está um passo à frente. Não consegui igualar o tempo deles hoje então temos muito trabalho pela frente. A Ferrari também está com bom ritmo", analisou.

O finlandês Valtteri Bottas, companheiro de Hamilton na Mercedes, finalizou a sessão em quarto lugar. O britânico agora torce para que a equipe consiga fazer ajustes e deixar o carro mais competitivo.

"Espero que as mudanças venham nessa noite. Estou batendo na madeira para que os engenheiros façam melhorias. Espero que as mudanças necessárias ocorram e a gente consiga surpreender", finalizou.