• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Palmeiras vai ao 'caldeirão' para enfrentar o Boca Juniors e recuperar a paz

  • COMPARTILHE
Esportes

Palmeiras vai ao 'caldeirão' para enfrentar o Boca Juniors e recuperar a paz

Torcedores cobraram os jogadores logo na chegada em Buenos Aires. Jogo acontece hoje, às 21h45

Dois difíceis objetivos aguardam o Palmeiras para o jogo desta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), contra o Boca Juniors, pela quarta rodada do Grupo H da Copa Libertadores. Bater o time argentino no estádio de La Bombonera, em Buenos Aires, por si só já é uma tarefa complicada. Desta vez a necessidade vai além do resultado, pois a vitória é importante para acalmar o pesado ambiente de críticas ao elenco.

Para alcançar o duplo impacto positivo de uma vitória na Argentina, porém, a equipe vai precisar de autocontrole. O Palmeiras sentiu a pressão de jogar fora de casa logo na chegada a Buenos Aires, já na madrugada desta terça-feira. Um grupo de cerca de 20 palmeirenses esperou o time no hotel para recepcionar os jogadores com protestos e vaias. O principal alvo foi Dudu, que no último domingo reclamou dos xingamentos recebidos em redes sociais.

"Estamos bem tranquilos em relação aos nossos torcedores. Sabemos que estão juntos com a gente e sabem também da nossa insatisfação por não ter ganhado o título paulista", disse o zagueiro Edu Dracena. "Peço para estarem ao nosso lado, como já estiveram em muitos momentos difíceis que passamos".

A missão do Palmeiras na Argentina é complicada. O Boca Juniors é um dos times com melhor retrospecto contra brasileiros pela Libertadores. Em 21 jogos como mandante, o time ganhou 11 vezes e perdeu só quatro. Em mata-matas pela competição, o desequilíbrio é ainda maior. Em 16 confrontos, somente três vezes uma equipe brasileira eliminou o clube de La Bombonera.

O Palmeiras foi uma das vítimas desse poderio. Em 2000, na final, e em 2001, na semifinal, acabou derrotado pelos argentinos. Embora sonhe com uma vitória para sair da fase ruim, o empate seria bastante importante, embora talvez não resolva os problemas.

Voltar de Buenos Aires com um ponto deixaria o Palmeiras como líder do Grupo H (tem hoje 7 pontos contra 5 do Boca Juniors) e com dois jogos teoricamente fáceis pela frente. O próximo é no Peru contra o lanterna Alianza Lima. Depois, recebe o Junior Barranquilla, da Colômbia.

Todos os ingressos para a partida foram vendidos, entre eles os 2 mil destinados à torcida alviverde. O Palmeiras se cobra para recuperar os pontos perdidos no empate por 1 a 1 no estádio Allianz Parque, com um gol sofrido de Carlitos Tevez nos acréscimos.

"O Palmeiras vai entrar de igual para igual, não vem aqui para se defender. Da mesma forma que o Boca conseguiu empate, a gente pode, respeitando o Boca, obter um bom resultado", disse Edu Dracena. A equipe deve ter a mesma formação utilizada na vitória sobre o Internacional, no último domingo.