• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Wada revela que ocorreram quase 1600 violações do regulamento antidoping em 2016

  • COMPARTILHE
Esportes

Wada revela que ocorreram quase 1600 violações do regulamento antidoping em 2016

A Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) divulgou nesta quinta-feira um relatório das violações do regulamento antidoping ocorridos em 2016. De acordo com a entidade, foram quase 1600 casos, envolvendo atletas de 117 nacionalidades e de 112 modalidades esportivas.

De acordo com a entidade, foram 229.514 amostras coletadas e testadas pelos laboratórios aprovados em 2016, que resultaram em 1.595 casos de violações das regras antidoping.

"Continuamos a ver o impacto de testes baseados em inteligência, uma área de foco em crescimento para a agência, enquanto fortalecemos nossas investigações e capacidade de inteligência. Enquanto os testes dentro e fora de competição continuam sendo fundamentais para detectar o doping, eventos recentes mostraram que o trabalho investigativo está se tornando cada vez mais importante", comentou o presidente da Wada, Craig Reedie.

A maioria das amostras contaminadas foram fornecidas por atletas homens (79%), com os resultados coletados em testes realizados durante competições (78%). A Itália foi o país com mais casos confirmados, com 147, seguida pela França (86), os Estados Unidos (76) e a Austrália (75).

Curiosamente, a Rússia, que protagonizou um escândalo de doping sem precedentes e com apoio do Estado, ficou apenas na sexta posição deste ranking, com 69 casos, empatada com a Índia.

Entre as modalidades, a que teve mais atletas flagrados foi o bodybuilding, com 183 casos, seguido pelo ciclismo (165), levantamento de peso (116) e o futebol (79). Outras que tiveram bastante casos confirmados foram o rúgbi (56), a natação (35) e o boxe (35).