• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Abel descarta retorno de Ibañez ao Flu e prevê duelo difícil contra o Atlético-PR

  • COMPARTILHE
Esportes

Abel descarta retorno de Ibañez ao Flu e prevê duelo difícil contra o Atlético-PR

A má fase do Atlético-PR, que não vence há sete partidas, não significa para o Fluminense que o duelo marcado para este domingo, às 19 horas, no Maracanã, será fácil.


A má fase do Atlético-PR, que não vence há sete partidas, não significa para o Fluminense que o duelo marcado para este domingo, às 19 horas, no Maracanã, será fácil. A expectativa do técnico Abel Braga é a de que o confronto, válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, será duro pela própria forma de o adversário jogar.

"O pior jogo para se jogar é esse do Atlético. É uma maneira de jogar que dificulta. Se jogar só com alma não adianta. Tem que ter inteligência. Não podemos deixar eles aproveitarem as chances. O torcedor tem que saber que a dificuldade vai existir", analisou o treinador.

Na volta ao Maracanã após dois jogos fora de casa - triunfo sobre o Vitória e derrota no clássico para o Botafogo -, Abel pediu inteligência aos seus atletas para encarar o Atlético e garante que a equipe se preparou bem para a partida.

"Tem que jogar com alma e inteligência. Tivemos um teste e saímos bem para o que precisamos. O time deles tem uma maneira diferente de jogar, eles trocam muito de posição, priorizam sempre a bola e não podemos errar na estratégia", disse. "Recuperamos bem e estamos nos preparando da melhor maneira possível", garantiu.

O treinador não adiantou a escalação tricolor, mas descartou o retorno de um zagueiro que segue machucado. "Ibañez não está nem no grupo (de relacionados). Temos duas possibilidades de mudança, mas não falo de time. O Ibañez não treinou conosco, não vai para o jogo", afirmou.

Abel também falou sobre a situação política do Fluminense, que sofreu uma debandada de dirigentes na última quinta-feira. Cinco dos 11 vice-presidentes do clube renunciaram e deixaram a gestão Pedro Abad, que agora se vê em dificuldade na presidência. O treinador assegura que o ambiente político conturbado não afetará o time dentro de campo e até vetou treinos nas Laranjeiras neste momento.

"Acho que as coisas deveriam ser planejadas de maneira diferente. Se juntou, agora sai, é complicado. Não tem uma filosofia de comando, de relação. A gente sente e inclusive amanhã (este sábado) seria feito um treino nas Laranjeiras, mas, por conta desses problemas, achei melhor a gente ficar afastado", justificou.