• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Ágatha/Duda e Maria Clara/Carol levam o Brasil às quartas de final em Itapema

  • COMPARTILHE
Esportes

Ágatha/Duda e Maria Clara/Carol levam o Brasil às quartas de final em Itapema

O Brasil ainda conta com duas duplas femininas na etapa de Itapema, em Santa Catarina, do Circuito Mundial de Vôlei de Praia. Após as partidas desta sexta-feira, com muita chuva ao final do dia, Ágatha/Duda e Maria Elisa/Carol Solberg foram as "sobreviventes" entre as cinco parcerias brasileiras que entraram em ação.

Já garantidas nas oitavas de final, as duas duplas precisaram jogar apenas uma vez nesta sexta-feira. Ágatha e Duda não tiveram dificuldades para passarem pelas espanholas Liliana e Elsa por 2 sets a 0 (21/16 e 21/17). Nas quartas de final, neste sábado, elas irão enfrentar Bieneck/Schneider, da Alemanha.

Com a classificação para a próxima fase garantida, Ágatha reforçou a necessidade de manter-se alerta a cada jogo. "Aqui no Circuito Mundial os times são muito bons, muito fortes e com muita vontade de ganhar. Não podemos baixar a guarda em nenhum jogo. Toda partida é difícil. Vamos seguir com a preparação e estudo dos adversários. Eu e Duda estamos fazendo partidas muito conscientes do que queremos, estamos bem lúcidas. E aumentamos um degrau o nosso time, pois aprendemos mais sobre nós mesmas a cada torneio", contou.

As atuais campeãs brasileiras enfrentaram um ícone da modalidade nas oitavas de final. Com a quadra central lotada, Maria Elisa e Carol Solberg eliminaram a tricampeã olímpica Kerri Walsh-Jennings e a parceira Nicole Branagh, ambas norte-americanas. No entanto, logo no início do segundo set, um temporal desabou sobre a região de Itapema, paralisando a partida por pouco mais de uma hora. Na volta, as brasileiras concluíram o bom trabalho que haviam começado e encerram a partida em dois sets (21/18 e 21/15).

Carol Solberg contou o que fez para alcançar a vitória. "Eu estava muito ligada e com medo desta situação tirar o nosso foco. O vôlei de praia está sempre sujeito a estas questões meteorológicas. Então preferimos ficar pela quadra para manter a nossa concentração. E voltamos bem, nos mantivemos aquecidas e isso foi muito importante", disse. Nas quartas de final elas terão pela frente uma dupla da República Checa: Kolocova/Kvapilova.

Outras três duplas femininas do Brasil entraram em ação, mas acabaram superadas e deram adeus à competição. Logo cedo, Josi e Lili foram superadas na segunda rodada do Grupo F pelas finlandesas Lahti e Parkkinen por 2 sets a 1 (22/24, 21/18 e 13/15). Na repescagem, Taiana/Carol Horta não resistiu à força de Keizer/Meppelink (Holanda) e caíram por 2 a 1 (18/21, 21/14 e 10/15).

Medalha de ouro em dois eventos do Circuito Mundial, Bárbara Seixas e Fernanda Berti não conseguiram repetir as boas campanhas anteriores e foram eliminadas nas oitavas de final por Barbora Hermannová e Marketa Sluková, da República Checa, por 2 sets a 0 (21/19 e 21/17).

MASCULINO - A torcida apoiou até debaixo de chuva e os brasileiros avançaram nesta sexta-feira às quartas de final do torneio masculino. Evandro/André Stein e Vitor Felipe/Guto superaram os seus desafios pelas oitavas de final e seguem na disputa por medalhas.

Evandro e André Stein conquistaram a vaga ao superarem nas oitavas de final os cubanos Nivaldo e Gonzalez por 2 sets a 0 (21/18 e 21/19). Já Vitor Felipe e Guto conquistaram uma virada impressionante para chegar às quartas de final. Eles salvaram quatro match points para levar o duelo ao tie-break e vencer os turcos Murat Giginoglu e Volkan Gögtepe por 17/21, 24/22 e 15/7.

Vitor Felipe e Guto encaram nas quartas de final os medalhistas olímpicos e campeões mundiais de 2013, Brouwer e Meeuwsen, da Holanda, no primeiro confronto entre os dois times. Já Evandro e André Stein jogam contra os canadenses Pedlow e Schachter por uma vaga na semi. A série neste duelo está empatada 1 a 1.

Álvaro Filho e Saymon acabaram ficando na primeira fase ao perderem a segunda partida do Grupo H nesta sexta-feira para os poloneses Kujawiak e Rudol. A dupla desistiu do confronto no segundo set após Alvinho sofrer lesão muscular no quadril e não ter condições de continuar na disputa. O placar final ficou 21/19, 2/21 e 0/15.

Quem também não conseguiu avançar na competição foi a dupla Ramon Gomes e Fernandão (RJ/ES). Eles nem entraram em quadra por conta de uma entorse no tornozelo de Fernandão, ainda na primeira partida do torneio. Com isso, acabaram superados por W.O. para os suíços Beeler e Krattinger.