• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após decisão da CAS, Flamengo volta a suspender contrato de Guerrero

  • COMPARTILHE
Esportes

Após decisão da CAS, Flamengo volta a suspender contrato de Guerrero

Quatro dias após ter sua punição ampliada pela Corte Arbitral do Esporte (CAS), o atacante Paolo Guerrero voltou a ter seu contrato com o Flamengo suspenso. Com a decisão do clube carioca, o jogador peruano deixará de receber seus últimos salários na reta final do seu contrato. O vínculo de Guerrero vai até 10 de agosto.

Foi a segunda vez que o Flamengo suspendeu o contrato do peruano. A primeira aconteceu quando a punição provisória havia sido anunciada, no começo do ano. Como consequência, Guerrero ficou três meses sem receber salário.

Guerrero foi flagrado em exame antidoping para uso de benzoilecgonina em teste realizado depois do empate por 0 a 0 entre Argentina e Peru, em Buenos Aires, pela penúltima rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa da Rússia de 2018, no dia 5 de outubro. A suspensão de um ano foi anunciada em dezembro.

Em dezembro, a Fifa aceitou a defesa de Guerrero de que o atacante tinha ingerido um chá contendo a substância proibida benzoilecgonina, principal metabólito da cocaína. Para a Fifa, o atacante foi negligente ao violar a regra antidoping e, portanto, aplicou seis meses de suspensão levando em consideração que a sanção mínima seria de um ano se não tivesse tido negligência.

A Agência Mundial Antidoping, no entanto, entrou com um recurso na CAS e solicitou que a decisão da Fifa fosse anulada e Guerrero suspenso por um período entre um e dois anos, de preferência por 22 meses. Dois procedimentos de arbitragem foram registrados pelo máximo tribunal esportivo mundial, que realizou uma audiência em sua sede, em Lausanne, na Suíça, no último dia 3.

A CAS aceitou que o argumento que Guerrero não tentou melhorar seu desempenho ingerindo a benzoilecgonina, mas entendeu que o jogador foi negligente e que poderia ter tomado medidas para impedir a substância proibida. Por isso, aplicou a sanção de 14 meses de suspensão.

Como consequência, ele não poderá defender a seleção do Peru na Copa do Mundo da Rússia, no próximo mês.

RENOVAÇÃO - Também nesta sexta, a diretoria do Flamengo anunciou a renovação do contrato do goleiro César. O vínculo, que terminaria em dezembro deste ano, foi estendido até abril de 2022. César o reserva de Diego Alves.