• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após desgaste com voo, Sport tem duas alternativas para segurar o Palmeiras

  • COMPARTILHE
Esportes

Após desgaste com voo, Sport tem duas alternativas para segurar o Palmeiras

O Sport viveu uma odisseia para enfrentar o Palmeiras no Campeonato Brasileiro. Devido à greve dos caminheiros que paralisa o Brasil, o Aeroporto Internacional dos Guararapes, no Recife, teve que passar por algumas mudanças no seu itinerário. A Gol, companhia aérea parceira da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), responsável por levar o time do técnico Claudinei Oliveira para São Paulo, teve que realocar a delegação duas vezes e atrapalhou o planejamento. A equipe pernambucana chegou a pedir o adiamento da partida junto à CBF.

A saída da capital pernambucana estava marcada para as 13h25 desta sexta-feira, mas precisou ser reagendada para 16 horas. A delegação, que antes iria direto para o Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos (SP), teve que mudar o plano de voo para uma escala em Salvador para reabastecer. Com isso, o grupo chegou na capital paulista somente no meio da noite, perto das 21 horas, comprometendo o planejamento da comissão técnica. Houve mudança de alimentação e do horário de dormir. Ainda assim a CBF manteve o jogo para este sábado, às 19 horas, no estádio Allianz Parque, pela sétima rodada.

Dentro de campo, Claudinei Oliveira tem dúvidas para escalar o time titular. Rogério, que sofreu uma pancada no tornozelo durante a semana e passou a ser dúvida para o confronto, treinou normalmente no gramado e deixou o treinador com uma ponta de esperança de utilizá-lo, mesmo se for em parte do jogo, provavelmente no segundo tempo.

Apesar disso, o comandante não relevou se o atacante começa no time titular ou aposta em uma formação com três volantes, com mais precaução. "Vamos ver como está a questão do Rogério. A gente tem uma dúvida se vai iniciar no 4-1-4-1 ou se jogamos mais ofensivo. Eu gosto de jogar com mais atacantes, ser mais presente ofensivamente, mas temos que levar em consideração o histórico. Ganhamos duas partidas com três volantes. Então, vamos avaliar. Essa é a única dúvida, mas não vamos fugir destas alternativas", avaliou Claudinei Oliveira.