• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Com reservas, Atlético-MG pega San Lorenzo e crê em retrospecto contra argentinos

  • COMPARTILHE
Esportes

Com reservas, Atlético-MG pega San Lorenzo e crê em retrospecto contra argentinos

No primeiro confronto, o San Lorenzo venceu por 1 a 0, o que o deixa precisando de um empate ou mesmo de uma derrota pela vantagem mínima, desde que marcando gols, para passar de fase

Desgastado pela sequência de jogos em diferentes competições, o Atlético Mineiro vai deixar a Copa Sul-Americana em segundo plano. Nesta terça-feira, às 21h45, o time receberá o San Lorenzo para o duelo de volta da primeira fase com uma escalação formada basicamente por reservas, mesmo precisando reverter a vantagem do time argentino, algo que tentará conseguir confiando no seu retrospecto recente contra equipes do país vizinho.

No primeiro confronto, o San Lorenzo venceu por 1 a 0, o que o deixa precisando de um empate ou mesmo de uma derrota pela vantagem mínima, desde que marcando gols, para passar de fase. Curiosamente, naquela oportunidade foi o time argentino que adotou a estratégia de poupar a maior parte dos seus titulares, algo que agora ocorrerá na equipe mineira.

O técnico Thiago Larghi e a sua comissão estão preocupados com o desgaste físico do elenco, que também está envolvido nas disputas do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil. Por isso, só utilizará um jogador considerado titular, o meia-atacante venezuelano Otero, que atuou por apenas 45 minutos no compromisso anterior do time, o duelo de sábado com o São Paulo. Mas outros três titulares vão ficar como opção no banco de reservas: o lateral-direito Patric, o zagueiro Leonardo Silva e o meio-campista Gustavo Blanco.

Assim, o confronto será uma oportunidade para alguns jogadores mostrarem valor, como o volante Elias, que recentemente perdeu o status de titular, mesmo que seja um dos jogadores mais renomados do elenco. O duelo também será importante para o zagueiro Iago Maidana, que atuará pela primeira vez pelo time desde que foi afastado pelo consumo de uma substância dopante.

E o comando do ataque estará sob a responsabilidade de Alerrando, promovido aos profissionais nesta temporada como grande promessa, mas que não marcou gols nos quatro jogos que disputou. Além disso, com apenas 18 anos, é 20 mais novo do que o titular Ricardo Oliveira.

"É uma questão de oportunidade para quem não vem jogando há algum tempo. Todos que vão receber essa oportunidade estão com sangue nos olhos. É uma oportunidade de ouro, em uma competição internacional, contra um time grande da Argentina, então, vamos dar o nosso máximo para conseguir surpreender", disse Maidana.

Mesmo sem contar com os seus principais jogadores, o Atlético-MG aposta no ótimo retrospecto recente contra argentinos para avançar na Sul-Americana. São sete vitórias consecutivas em Belo Horizonte contra rivais do time argentino. Nesses confrontos, o time passou pelo Boca Juniors nas quartas de final da Copa Mercosul de 2000, nas semifinais da Copa Libertadores de 2013 contra o Newell's Old Boys, pelo Lanús na Recopa Sul-Americana de 2014 e pelo Racing nas oitavas da Libertadores de 2016.

Em terceiro lugar no Campeonato Argentino, o San Lorenzo chega para o duelo embalado pela classificação à Copa Libertadores de 2019, assegurada no fim de semana. Por isso, o técnico Claudio Biaggio vai utilizar o que tem de melhor à disposição. É o caso do lateral-direito Paulo Díaz, que volta ao time após cumprir suspensão no triunfo de sexta-feira sobre o Belgrano.

Porém, o San Lorenzo segue sem poder contar com o zagueiro Matías Caruzzo, em recuperação de lesão no ombro e que desfalcará uma defesa que se não for vazada vai assegurar a passagem do time campeão da Sul-Americana de 2002 para a segunda fase da competição.