• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Fluminense recebe Chapecoense no Maracanã por fim de tabu e embalo no Brasileirão

  • COMPARTILHE
Esportes

Fluminense recebe Chapecoense no Maracanã por fim de tabu e embalo no Brasileirão

Na abertura da sétima rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense enfrenta a Chapecoense neste sábado, às 16 horas, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, por dois motivos principais: derrubar o tabu de nunca ter vencido o time catarinense e dar continuidade à boa fase para embalar no torneio.

No momento, o time carioca é o quinto colocado, com 10 pontos. Vem de vitória sobre o Atlético Paranaense e está na cola dos líderes. Também está na segunda fase na Copa Sul-Americana. Sobretudo, a equipe, mesmo com as limitações reconhecidas pelo elenco e comissão técnica, vem agradando a torcida pelo bom futebol que tem apresentado.

Para vencer pela quarta vez no torneio nacional e manter o bom momento, o Fluminense precisa superar uma pedra no sapato. Em nove jogos na história entre as duas equipes, a equipe tricolor nunca venceu a Chapecoense. Foram seis derrotas e três empates, com 10 gols marcados e 19 sofridos.

No último embate entre os times, em Chapecó (SC), a Chapecoense venceu por 2 a 0, em outubro do ano passado, em duelo válido pela 30.ª rodada do Brasileirão. Presente naquele duelo, o atacante Marcos Júnior não sabe explicar porque o time carioca tem tanta dificuldade em vencer a rival catarinense, mas garante que o tabu terá um fim neste sábado.

"O time da Chapecoense é muito guerreiro. Não sei o que acontece. Mas amanhã (sábado) vamos acabar com esse tabu. É mais um motivo para a gente querer ganhar, mas são outros jogadores, outro momento", disse o atacante, que deu fim ao jejum de sete gols sem marcar na última vitória sobre o Atlético Paranaense. O jogador está confirmado no ataque ao lado de Pedro, artilheiro da equipe na competição.

Quem pode ficar de fora da partida são os atacantes Pablo Dyego e Matheus Alessandro. Os jovens reservas não treinaram na última atividade do time antes do duelo. Pablo Dyego apresentou um incômodo nas costas e Matheus Alessandro se recupera de uma gripe. Lesionado, Ayrton Lucas segue no departamento médico. Marlon, assim, continua entre os titulares na lateral-esquerda.

Por outro lado, recuperado de lesão, o zagueiro Ibañez participou normalmente dos últimos treinos e está liberado para voltar a jogar. Resta saber se o técnico Abel Braga manterá Luan Peres no time ou promoverá o retorno de Ibañez, que vinha bem antes de se lesionar.