• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Garotos decidem, Vasco goleia América-MG de virada no Rio e ameniza crise

  • COMPARTILHE
Esportes

Garotos decidem, Vasco goleia América-MG de virada no Rio e ameniza crise

O Vasco precisou da ajuda dos jogadores da base para voltar a ter alegria. Após ser goleado e, consequentemente, eliminado da Copa Libertadores, o time cruzmaltino contou com boa atuação de dois jovens da base para golear o América-MG por 4 a 1, de virada, na noite deste sábado, em São Januário, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro.

Se faz campanha vexatória na Libertadores, na competição nacional o Vasco tem bom desempenho. Com um jogo a menos - contra o Santos, que ainda não tem data para acontecer - o time carioca ainda está invicto, com sete pontos conquistados, vindos de duas vitórias em casa e um empate, e ocupa a vice-liderança no momento. No entanto, pode perder o posto dependendo dos resultados das outras partidas da rodada. O América-MG tem seis pontos e caiu para a quinta posição.

Assim como Paulinho na temporada passada, Bruno Codensey e Caio Monteiro ignoraram a pouca idade e assumiram a responsabilidade para comandar a vitória vascaína em São Januário. De pênalti, Rafael Moura abriu o placar para o América, mas viu o Vasco virar em seis minutos com gols de Codensey e Caio Monteiro e ampliar o placar com Andrés Rios e Kelvin no final.

Se em alguns momentos falta técnica para o Vasco, não sobra raça e dedicação. Neste sábado foi mais uma vez assim. Na superação, os cariocas começaram a partida melhor e pressionaram o adversário. Parou na má pontaria, porém, e deu a oportunidade para o América-MG abrir o placar no erro de Thiago Galhardo, que fez pênalti em Norberto. Rafael Moura bateu com categoria e inaugurou o marcador aos 28 minutos.

Na volta do intervalo, os cariocas atropelaram o rival mineiro. Muito em função da entrada do garoto Bruno Codensey no lugar de Thiago Galhardo. O jovem deu fôlego novo em campo e depois de participar de três chances de gols nos primeiros três minutos, fez o gol de empate aos 11, após linda jogada de Caio Monteiro na direita.

Codensey retribuiu o presente do companheiro e deixou Caio Monteiro em boa condição para, seis minutos depois, fazer o gol da virada com um toque na saída de João Ricardo. Na frente no placar, o time de Zé Ricardo não só não levou sustos do time mineiro como continuou em cima e marcou outros dois gols após a entrada de Kelvin.

O atacante, que ficou quase um ano afastado dos gramados em razão de uma grave lesão no joelho, deixou Andrés Ríos na cara do gol para fazer o terceiro, e anotou o quarto em uma cabeçada à la Van Persie na Copa do Mundo de 2014, encobrindo o goleiro e sacramentando a vitória que pode servir para amenizar a intensa crise em São Januário.

O Vasco tem pela frente uma jornada na Bahia contra dois adversários de Salvador. Na quarta-feira, enfrenta o Bahia, na Fonte Nova, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. No domingo, encara o Vitória, no Barradão, pela quinta rodada do Brasileirão. O América-MG também joga pela Copa do Brasil, contra o Palmeiras, no estádio Independência. Pelo Brasileiro, visita o Ceará, no Castelão, em Fortaleza, no dia 14, segunda-feira.

FICHA TÉCNICA:

VASCO 4 x 1 AMÉRICA-MG

VASCO - Martín Silva; Rafael Galhardo (Wagner), Paulão, Werley e Henrique; Desábato, Wellington, Yago Pikachu, Thiago Galhardo (Bruno Cosendey) e Caio Monteiro (Kelvin); Andrés Ríos. Técnico: Zé Ricardo.

AMÉRICA-MG - João Ricardo; Norberto, Messias, Rafael Lima e Carlinhos; Wesley, Juninho e Serginho (Judivan); Aylon (Luan), Marquinhos (Capixaba) e Rafael Moura. Técnico: Enderson Moreira.

GOLS - Rafael Moura (pênalti), aos 30 minutos do primeiro tempo. Bruno Cosendey, aos 11, Caio Monteiro, aos 17, Andrés Ríos, aos 33, e Kelvin, aos 45 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Thiago Galhardo, Werley, Wellington e Wagner (Vasco); Wesley, Rafael Moura (América-MG)

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues de Souza (SP).

RENDA - R$ 91.950,00.

PÚBLICO - 3.311 torcedores.

LOCAL - Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).