• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Goiás perde do Boa em casa e amarga jejum de 14 jogos sem vencer pela Série B

  • COMPARTILHE
Esportes

Goiás perde do Boa em casa e amarga jejum de 14 jogos sem vencer pela Série B

Na briga desesperada para deixar a zona de rebaixamento, o Goiás perdeu para o Boa por 2 a 1, neste sábado, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O gol da vitória do time mineiro foi marcado em uma cobrança de pênalti aos 50 minutos do segundo tempo.

Ainda sem vencer, o Goiás tem dois pontos e agora em 19.º e penúltimo lugar, só na frente do Criciúma, com um. O Boa ganhou pela primeira vez, chegou aos quatro pontos, mas ainda ocupa a 18.º posição, dentro da zona do rebaixamento.

A situação do Goiás em termos de Série B é complicada. O time não vence há 14 jogos, sete nesta temporada e sete no ano passado. Além disso, este duelo foi realizado com os portões fechados porque o clube sofreu punição do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) por brigas de seus torcedores no clássico contra o Vila Nova, disputado com torcida única.

Ainda sem vencer na competição, os dois times apresentaram vários jogadores novos, outros sem ritmo de jogo e fora de forma. Resultado de tudo isso foi um futebol fraco tecnicamente, sem emoções e poucas finalizações. Só mesmo um lance de bola parada para mudar este cenário.

O lance saiu aos 30 minutos, quando o lateral-direito Alex Silva foi imprudente e pegou por trás Alyson, que dominava a bola dentro da área. O árbitro baiano Diego Pombo Lopez, bem posicionado, marcou a penalidade máxima com convicção. Na cobrança, William Barbio bateu rasteiro e no canto direito do goleiro Marcelo Rangel, que saltou, mas não alcançou a bola aos 32 minutos. Sem mobilidade, o Goiás não reagiu.

Na volta do segundo tempo, o técnico Ney Franco mudou o Goiás. Tirou o meia Renato Cajá, fora de forma, para a entrada do atacante Lucão. Uma clara opção de ter um atacante na área para tentar o jogo aéreo. Para ajudar, a estratégia ainda contou com o recuo exagerado do Boa, que praticamente ficou acuado em sua grande área.

Aos 17 minutos, de fora da área, Carlos Eduardo soltou a bomba no alto e o goleiro Fabrício espalmou por cima do travessão. Três minutos depois saiu o empate. Após o levantamento para a área, Lucão ajeitou de peito para trás e Felipe Gedoz pegou de primeira. Um chute forte e certeiro.

O gol deu ânimo ao Goiás, que manteve a sua pressão em cima do time mineiro. Aos 29 minutos quase que o time goiano vira o placar em um chute de Carlos Eduardo, defendido por Fabrício. Ney Franco ainda arriscou ao tirar Alex Silva para a entrada do atacante Giovanni.

Mas nos acréscimos aconteceu o inesperado. Lucas Taylor puxou sozinho o contra-ataque pelo lado direito em alta velocidade. Ao entrar na área foi derrubado por Jefferson: pênalti, aos 48 minutos. Dois minutos depois, o zagueiro Caíque bateu com consciência, deslocando Marcelo Rangel. Boa na frente e não deu nem tempo para recomeçar o jogo.

Na oitava rodada, o Goiás vai ter o clássico contra o Atlético Goianiense no próximo sábado, às 16h30, no estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia. O Boa outra vez vai atuar fora de casa contra o Paysandu, na próxima sexta-feira, às 21h30.

FICHA TÉCNICA

GOIÁS 1 x 2 BOA

GOIÁS - Marcelo Rangel; Alex Silva (Giovanni), David Duarte, Edcarlos e Jefferson; Madison, Léo Sena, Renato Cajá (Lucão) e Felipe Gedoz; Carlos Eduardo e Tiago Luís (Maranhão). Técnico: Ney Franco.

BOA - Fabrício; Erick, Gustavo Geladeira, Caique e Elivélton; Amaral, Thallyson, Alyson (Ygor Catatau) e Leandro Canhoto (Bruno Tubarão); Wiliam Barbio (Lucas Taylor) e Douglas Baggio. Técnico: Daniel Paulista.

GOLS - William Barbio (pênalti), aos 32 minutos do primeiro tempo; Felipe Gedoz, aos 20, e Caíque (pênalti), aos 50 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Renato Cajá, Jefferson, David Duarte e Felipe Gedoz (Goiás); Elivélton e Ygor Catatau (Boa).

ÁRBITRO - Diego Pombo Lopez (BA).

RENDA E PÚBLICO - Jogo com portões fechados.

LOCAL - Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).