• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Haas diz que negociava teste com Pietro Fittipaldi na F-1 antes de acidente grave

  • COMPARTILHE
Esportes

Haas diz que negociava teste com Pietro Fittipaldi na F-1 antes de acidente grave

O chefe da Haas, Günther Steiner, confirmou nesta quinta-feira, em Barcelona, que negociava a possibilidade de Pietro Fittipaldi realizar um teste pela equipe de Fórmula 1. O início das tratativas ocorreu pouco antes de o piloto brasileiro de 21 anos sofrer um grave acidente na última sexta, na Bélgica, durante os treinos das 6 Horas de Spa-Francorchamps, prova válida pelo Mundial de Endurance (WEC), no qual ele esperava poder fazer a sua estreia na categoria.

O dirigente falou sobre o assunto em conversa com os jornalistas um dia antes dos primeiros treinos livres do GP da Espanha, que será realizado neste domingo, mas fez questão de enfatizar que não havia nada já acordado ou assinado para que o neto de Emerson Fittipaldi, bicampeão mundial de F-1, realizasse este teste.

"Não havia nada marcado. Estávamos falando sobre isso, mas não havia uma data marcada. Nós apenas começamos a falar sobre isso e então o acidente aconteceu. Eu falei com Pietro, troquei mensagens de WhatsApp com ele, e falei com o seu avô (Emerson). No momento, vamos esperar ele melhorar e depois veremos o que vamos fazer", afirmou Steiner, que também ressaltou: "Não temos um acordo ou algo assim".

Na última sexta-feira, na tradicional pista de Spa-Francorchamps, Pietro acertou a proteção de pneus em alta velocidade quando perdeu o controle do seu carro, da equipe DragonSpeed, na curva Eau Rouge, uma das mais famosas da Fórmula 1, onde os carros superam com facilidade os 300 km/h. Por causa do forte impacto, ele sofreu fraturas nas duas pernas e precisou ser submetido a duas cirurgias no mesmo dia.

Após os procedimentos bem-sucedidos, o jovem piloto deixou no sábado a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital onde está internado, em Liège, na Bélgica. A previsão é a de que tenha alta ainda nesta semana e siga para os Estados Unidos, onde dará continuidade ao seu processo de recuperação em Indianápolis. E a expectativa dos médicos é a de que ele possa voltar a pilotar dentro de dois meses.

"Acho que ele está bem encaminhado para melhorar, então essa é a coisa mais importante para mim", destacou Steiner nesta quinta, confiante de que o brasileiro logo poderá estar liberado para retornar ao automobilismo.

Caso a reabilitação ocorra dentro do prazo esperado, Fittipaldi deve voltar a disputar uma corrida no dia 29 de julho, quando ocorrerá uma etapa da Fórmula Indy, categoria da qual faz parte atualmente.

Uma das apostas do Brasil para voltar à Fórmula 1, neste ano sem nenhum piloto do País no seu grid, o neto de Emerson Fittipaldi vive grande fase no automobilismo mundial. Atual campeão da Fórmula V8, ele decidiu participar de três categorias neste ano. Além do Mundial de Endurance, o piloto está presente nos campeonatos da Indy e da Super Fórmula japonesa.