• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Inter aposta na segurança defensiva para frear Corinthians e conseguir embalo

  • COMPARTILHE
Esportes

Inter aposta na segurança defensiva para frear Corinthians e conseguir embalo

Após dar fim a uma sequência de quatro jogos sem vencer e à seca de gols ao bater a Chapecoense por 3 a 0 na última rodada, o Internacional ganha ânimo e confiança para tentar parar o Corinthians neste domingo, às 16 horas, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, em partida da sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o triunfo recente, o time colorado deixou a zona de rebaixamento e soma oito pontos na tabela de classificação. A missão da equipe comandada pelo técnico Odair Hellmann é conseguir uma nova vitória para dar embalo e encostar nos líderes da competição.

O Internacional tem alguns trunfos para derrotar o rival paulista: a segurança defensiva - sofreu apenas três gols até aqui -, o fato de jogar em casa, onde tem mais de 80% de aproveitamento na temporada, e o atacante Lucca, que fez o seu primeiro gol com a camisa colorada no último jogo e está em alta.

Odair Hellmann recorreu novamente ao suspense para escalar o time. Apesar de esconder, a tendência é que não haja muitas mudanças na equipe que enfrenta o Corinthians em relação à que venceu a Chapecoense na última rodada. A única novidade deve ser a entrada do zagueiro Klaus na vaga de Víctor Cuesta, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. William Potker, com efeito suspensivo que o libera da suspensão de dois jogos, segue entre os titulares, assim como Lucca.

Emprestado pelo Corinthians, o atacante pode enfrentar o ex-clube pois o Internacional colocou como condição para a liberação do centroavante Roger ao time paulista a possibilidade de Lucca jogar nos duelos entre as equipes.

O meia D'Alessandro, que ficou fora da última partida por conta de uma lesão no tornozelo, seguirá ausente porque pegou dois jogos de suspensão no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por se envolver em uma confusão com Lucas Paquetá na derrota por 2 a 0 para o Flamengo. Além disso, o argentino também levou duas partidas de gancho por acertar um soco em Luan no clássico contra o Grêmio.

"Temos conceitos bem definidos em termos de partes defensiva e ofensiva. Independente do jogador que estiver jogando, o sistema que a gente pode usar, os conceitos ofensivos e defensivos são os mesmos", disse Odair Hellmann em entrevista coletiva.