• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Marcelo Melo perde nas duplas no Masters de Madri e amplia jejum na temporada

  • COMPARTILHE
Esportes

Marcelo Melo perde nas duplas no Masters de Madri e amplia jejum na temporada

Atuando ao lado do polonês Lukasz Kubot, o brasileiro Marcelo Melo foi eliminado nesta sexta-feira à noite nas quartas de final da chave de duplas do Masters 1000 de Madri. Eles foram derrotados pelos colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 2/6 e 10/8, e deram adeus à importante competição de preparação para Roland Garros, Grand Slam que começa no próximo dia 27, em Paris.

Cabeça de chave número 1 na capital espanhola ao lado do seu parceiro, Melo assim também ampliou o longo de jejum de títulos que amarga nesta temporada. Ele só ganhou um troféu no ano, obtido em janeiro, no Torneio de Sydney, o seu primeiro em 2018.

Na partida desta sexta, o brasileiro e o polonês só aproveitaram uma de quatro chances de quebrar o saque de Cabal e Farah, que converteram dois de quatro break points e levaram a melhor no equilibrado match tie-break do terceiro set para avançar às semifinais na capital espanhola.

Com a eliminação de Melo, o Brasil ficou sem nenhum representante nas semifinais de duplas do Masters de Madri, pois, horas mais cedo, Bruno Soares e o britânico Jamie Murray também caíram nas quartas de final ao serem derrotados pelos irmãos norte-americanos Bob e Mike Bryan, da mesma forma por 2 sets a 1.

ZVEREV VAI ÀS SEMIFINAIS - Também em duelo realizado na programação noturna desta sexta em Madri, o alemão Alexander Zverev confirmou a condição de segundo cabeça de chave do torneio de simples para avançar às semifinais. O terceiro colocado do ranking mundial venceu o norte-americano John Isner por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 7/5.

Com a vitória sobre o atual nono tenista da ATP, Zverev se classificou para enfrentar na próxima fase o canadense Denis Shapovalov, que em outro duelo do dia derrotou o britânico Kyle Edmund por 2 sets a 1, com 7/5, 6/7 (6/8) e 6/4.

Antes de cair diante da revelação do Canadá, apenas o atual 43º colocado do ranking, Edmund, o 22º, havia desbancado em sua campanha o favoritismo do sérvio Novak Djokovic e do belga David Goffin, respectivos oitavo e décimo cabeças de chave.