• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Nadal estreia contra Dolgopolov e tem caminho difícil até final em Roland Garros

  • COMPARTILHE
Esportes

Nadal estreia contra Dolgopolov e tem caminho difícil até final em Roland Garros

Atual campeão de Roland Garros, Nadal chega à Paris novamente com todo o favoritismo.


Rafael Nadal terá um caminho complicado até mais uma final em Roland Garros. Pelo sorteio realizado nesta quinta-feira, em Paris, o dono de dez títulos no Grand Slam francês conheceu seus futuros rivais, a começar pelo ucraniano Alexandr Dolgopolov, 54º do ranking. As ausências na competição será o suíço Roger Federer, ausente em toda a temporada de saibro na Europa, e o escocês Andy Murray, que só voltará na grama.

Após estrear contra Dolgopolov, o número 1 do mundo terá seu favoritismo testado contra rivais experientes, como o francês Richard Gasquet (32º), num possível duelo de terceira rodada. Nas oitavas, o principal candidato a adversário é o canadense Denis Shapovalov (26º). Nas quartas, há possibilidade de confronto contra o sul-africano Kevin Anderson (7º) e com o argentino Diego Schwartzman (12º).

Na semifinal, possíveis rivais são o argentino Juan Martín del Potro (6º) e o croata Marin Cilic (4º). Terceiro cabeça de chave, Cilic vai estrear contra o australiano James Duckworth (1070º). Del Potro, quinto pré-classificado, iniciará sua campanha em Paris contra o local Nicolas Mahut (116º).

Na grande final, uma série de bons tenistas de saibro poderão desafiar Nadal. Destaques para o alemão Alexander Zverev (3º), o mais regular da temporada até agora, e para o austríaco Dominic Thiem (8º), que venceu o espanhol em Madri. Outros possíveis rivais são o sérvio Novak Djokovic (22º), o japonês Kei Nishikori (21º), o búlgaro Dimitrov (5º), e o suíço Wawrinka (25º), vice-campeão em 2017 justamente em final contra Nadal.

Na outra metade da chave, o principal candidato a chegar à decisão é Zverev. O número três do mundo vai estrear contra o lituano Ricardas Berankis (92º). Depois, o favorito só deve ter problemas nas oitavas de final, contra o local Lucas Pouille (16º) ou Wawrinka. Thiem é o maior candidato a enfrentá-lo nas quartas. E, na semifinal, há possibilidade de duelos contra Dimitrov e Djokovic.

Correndo por fora neste ano em Roland Garros, Djokovic estreará contra um rival do qualifying, ainda não definido. Na sequência, terá a experiência do espanhol David Ferrer (42º) e o bom momento do também espanhol Roberto Bautista Agut (14º). Nas oitavas, é possível um duelo contra Dimitrov. O búlgaro, por sua vez, vai estrear contra o sérvio Viktor Troicki (89º).

Atual campeão de Roland Garros, Nadal chega à Paris novamente com todo o favoritismo. Após faturar o 10º título em Paris em 2017, ele fez grandes exibições no saibro neste ano. Venceu três dos quatro torneios disputados sobre a terra batida e só deve encontrar dificuldades contra Zverev e Thiem, outros com bom desempenho recente no saibro.

Os brasileiros não garantiram vaga direta na chave principal masculina. No qualifying, Guilherme Clezar e Thiago Monteiro já foram eliminados. Thomaz Bellucci e Rogério Dutra Silva venceram duas partidas e só precisam de mais um triunfo para entrarem na chave. O quali deve ser encerrado nesta sexta.