• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Palmeiras vence fácil o Bahia em casa e faz as pazes com a torcida

  • COMPARTILHE
Esportes

Palmeiras vence fácil o Bahia em casa e faz as pazes com a torcida

O Palmeiras conseguiu acalmar a torcida após os protestos na sequência da derrota de domingo para o Corinthians e também durante o triunfo sobre o Junior Barranquilla, no meio de semana. Com uma vitória tranquila sobre o Bahia por 3 a 0, no Allianz Parque neste sábado, o primeiro triunfo na sua arena no Campeonato Brasileiro, o time alviverde chegou ao terceiro lugar no torneio, com 11 pontos. O Bahia, por sua vez, ainda não pontuou jogando fora de casa, soma três derrotas, e está na zona de rebaixamento, com cinco pontos.

O destaque do jogo foi o colombiano Borja. Depois de fazer três gols no meio de semana pela Libertadores, o colombiano confirmou a boa fase. Ele fez um gol - foi seu 15º na temporada -, deu uma assistência e se despede em alta. O atacante que está na lista preliminar do técnico Jose Pekerman e viaja neste domingo para a Colômbia para iniciar a preparação visando a disputa da Copa da Rússia. Se for confirmado entre os 23 convocados, ele só voltará após o Mundial.

A única mudança na escalação do Palmeiras foi a entrada de Willian no lugar de Dudu, suspenso. Como o próprio técnico Roger Machado afirmou, antes do início do jogo, era uma alteração que não comprometia o poder ofensivo já que o reserva era "um 12º titular". Dos 30 jogos do Palmeiras no ano, o atacante não foi utilizado em apenas duas partidas.

O atacante comprovou as palavras do chefe logo aos dois minutos, no primeiro ataque organizado do Palmeiras. Depois do toque em profundidade de Keno, Borja fez jogada de ponta e cruzou para Willian fazer seu sétimo gol no ano.

Embora tenha feito o gol rapidamente, o Palmeiras permitiu que o Bahia se recuperasse na partida. Em uma falha individual de Jailson, Junior Brumado quase empatou. Outro problema eram os espaços pelos lados do campo. Aos nove minutos, o lateral Léo cruzou na área para o desvio de Lucas Fonseca. A bola explodiu no travessão de Jailson.

Mas a chance do Bahia foi isolada. Em poucos minutos, o Palmeiras retomou o controle do jogo e passou a explorar as inúmeras falhas defensivas do rival para estabelecer seu domínio. A intensidade da equipe, que brigou por todas as bolas, a velocidade e o dinamismo do ataque espremeram o time baiano. O segundo gol veio aos 32. Marcos Rocha aproveitou um buraco na zaga e cruzou para o zagueiro Antonio Carlos completar na pequena área.

Nove minutos depois, nova jogada em profundidade. Desta vez, Lucas Lima tocou para Borja bater na saída do goleiro. Foi o 15º gol de Borja no ano, mas apenas o seu primeiro no Campeonato Brasileiro. Na comemoração, um lance curioso: Borja tirou a camisa e jogou-a para as arquibancadas. Gentilmente, os torcedores devolveram o uniforme.

Com a vitória definida ainda no primeiro tempo, o Palmeiras apenas administrou o resultado na etapa final. As chances ficaram mais raras. O principal lance da etapa final foi um gol incrível que o atacante Willian perdeu, sem goleiro, com o gol aberto, após passe de Keno aos 29 minutos.

O Palmeiras desacelerou no segundo tempo e deu muitos espaços para o Bahia, que igualou em número de finalizações com o time alviverde e chegou a acertar uma bola no travessão, a segunda na partida. Apesar da pressão, não conseguiu diminuir o placar.

O próximo compromisso do Palmeiras no Brasileirão também será em casa, no sábado que vem, quando receberá o Sport. No dia seguinte, na Fonte Nova, o Bahia buscará a reabilitação em duelo com o Vasco.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 3 x 0 BAHIA

PALMEIRAS - Jailson; Marcos Rocha, Antonio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo (Thiago Santos), Bruno Henrique e Lucas Lima; Willian, Keno (Guerra) e Borja (Hyoran). Técnico: Roger Machado.

BAHIA - Douglas (Anderson); Nino Paraíba, Everson, Lucas Fonseca e Léo; Gregore, Edson, Flavio (Vinícius) e Zé Rafael; Élber e Junior Brumado (Régis). Técnico: Guto Ferreira.

GOLS - Willian, aos dois, Antonio Carlos aos 32 e Borja, aos 41 do 1º tempo.

ÁRBITRO - Rafael Traci (PR).

CARTÕES AMARELOS - Lucas, Borja, Lucas Lima e Antonio Carlos (Palmeiras); Gregore (Bahia).

RENDA - R$ 1.517.906,22.

PÚBLICO - 26.351 espectadores.

LOCAL - Allianz Parque, em São Paulo (SP).