• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

São Paulo domina clássico e bate o Santos com gol de Diego Souza

  • COMPARTILHE
Esportes

São Paulo domina clássico e bate o Santos com gol de Diego Souza

Neste domingo, venceu o Santos por 1 a 0 com uma atuação agressiva e segura, chegou a nove jogos sem derrota

Buscando estabilidade na temporada, o São Paulo deu ao seu torcedor mais um motivo para acreditar que o time pode estar no rumo certo. Neste domingo, venceu o Santos por 1 a 0 com uma atuação agressiva e segura, chegou a nove jogos sem derrota e segue como o único time invicto do Campeonato Brasileiro após seis rodadas.

O triunfo em casa veio mais na insistência do que na técnica. A julgar pelo domínio durante todo o jogo, a sensação ao fim da partida era de que o placar da vitória poderia ter sido maior. Autor do gol, Diego Souza perdeu pelo menos duas grandes oportunidades.

O resultado foi bom para a moral do time, que vinha de sucessivos tropeços diante dos principais rivais paulistas em 2018 - tinha vencido apenas o Corinthians no duelo de ida da semifinal do Estadual, também por 1 a 0. Diante do Santos, o São Paulo ainda deu troco pela derrota também por um gol na primeira fase do Campeonato Paulista, na única derrota em casa na temporada.

O domínio são-paulino foi perceptível desde o início de jogo. Ainda que o primeiro tempo tenha sido marcado pelas chances desperdiçadas, os mandantes rapidamente se impuseram e dominaram os rivais. Mas não tinham sucesso nas finalizações. Diego Souza, já no primeiro minuto de jogo, recebeu livre de Marcos Guilherme na área, mas a bola saiu à direita de Vanderlei. Militão, de cabeça após cobrança de escanteio, subiu sozinho e desmarcado, mas também errou o gol.

A melhor chance foi de Reinaldo. O lateral recebeu de Jucilei e, perto da entrada da área, pela esquerda, mandou um bomba que raspou na trave da meta do goleiro santista. Também de fora da área, Nenê acertou o travessão. O Santos mal conseguia jogar. Envolvido pelos passes rápidos do meio-campo rival, também não escapava da marcação, além de abrir "buracos" no setor defensivo.

A segunda parte do duelo começou também com domínio tricolor. Na pressão, o São Paulo teve chances de movimentar o placar com Marcos Guilherme e Anderson Martins, mas faltava pontaria. O gol saiu de jogada de Everton, apagado na partida até então. Ele cruzou na área e Diego Souza, de cabeça, deixou os mandantes na vantagem.

O gol fez o São Paulo diminuir a intensidade em campo. Valorizou a posse de bola e apostou nos contra-ataques. Mas o Santos não conseguia avançar para o setor ofensivo. Na melhor chance de empate, Yuri Alberto recebeu de Gabriel, ganhou dividida com Sidão, mas ficou sem ângulo para acertar o gol.

Os três pontos fazem o São Paulo subir na tabela e chegar aos dez. No próximo domingo, o time viaja a Belo Horizonte para enfrentar o América-MG no estádio Independência, pela sétima rodada do Nacional. Já o Santos, continua com seis pontos, perto da zona da degola, e joga também no domingo que vem contra o Cruzeiro no Pacaembu. Antes disso, tem compromisso pela Copa Libertadores, contra o Real Garcilaso, na Vila Belmiro, quinta-feira.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 1 x 0 SANTOS

SÃO PAULO - Sidão; Militão, Anderson Martins, Bruno Alves e Reinaldo (Edimar); Jucilei, Hudson e Nenê; Everton (Liziero), Marcos Guilherme e Diego Souza (Tréllez). Técnico: Diego Aguirre.

SANTOS - Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Alison (Jean Mota), Renato e Vitor Bueno (Yuri Alberto); Eduardo Sasha (Copete), Rodrygo e Gabriel. Técnico: Jair Ventura.

GOL - Diego Souza, aos 10 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Braulio da Silva Machado (SC)

CARTÕES AMARELOS - Hudson, Reinaldo, Anderson Martins e Militão (São Paulo); , Yuri Alberto (Santos).

CARTÃO VERMELHO - Anderson Martins (São Paulo).

RENDA - R$ 954.725,00.

PÚBLICO - 40.465 espectadores.

LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).