• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Wenger diz que Koscielny foi operado e ficará fora da Copa: 'Ele está devastado'

  • COMPARTILHE
Esportes

Wenger diz que Koscielny foi operado e ficará fora da Copa: 'Ele está devastado'

O zagueiro Laurent Koscielny precisou ser submetido a uma cirurgia no tendão de Aquiles e consequentemente vai desfalcar a seleção francesa na Copa do Mundo, que começa no próximo dia 14 de junho, na Rússia. A informação foi dada nesta terça-feira pelo técnico Arsène Wenger em entrevista coletiva na qual, entre outras coisas, ele comentou sobre a situação do defensor do Arsenal que se lesionou de forma grave na derrota por 1 a 0 para o Atlético de Madrid, na semana passada, na Espanha, no duelo de volta das semifinais da Liga Europa.

Com apenas cinco minutos de partida no estádio Wanda Metropolitano, Koscielny se machucou sozinho, fora do lance de bola. Ele precisou ser retirado de maca e deixou o campo chorando. "Koscielny está, é claro, devastado porque teve de ser operado", afirmou o treinador, que depois confirmou: "Ele ficará fora da Copa do Mundo... E vocês não o verão jogando até dezembro, na melhor das hipóteses".

O comandante do Arsenal falou com a imprensa antes de o time enfrentar o Leicester, nesta quarta-feira, fora de casa, em jogo atrasado da 31ª rodada do Campeonato Inglês, no qual se despedirá do clube no próximo domingo, contra o Huddersfield Town, também como visitante, após longos 22 anos à frente da equipe.

Com 32 anos de idade, Koscielny talvez tivesse, na Rússia, a sua última chance de disputar uma Copa do Mundo com a camisa da França, que ele defendeu em 51 partidas em sua carreira. E agora ainda terá de enfrentar um duro período estimado de seis meses de afastamento dos gramados por causa do rompimento do seu tendão de Aquiles.

"Sempre tentamos ser positivos, mas geralmente a única coisa que você pode fazer quando alguém sofre uma lesão como esta é apoiá-la. O que é incomum neste caso é que ele teve uma tendinopatia por um longo tempo e geralmente isso não rompe o tendão, mas neste caso se rompeu", lamentou Wenger.

Sem poder contar com Koscielny, o técnico Didier Deschamps convocará a França para a Copa do Mundo no próximo dia 17. A seleção integra o Grupo C do Mundial e fará a sua estreia no dia 16 de junho, contra a Austrália, em Kazan, antes de medir forças com o Peru no dia 21, em Ecaterimburgo, e fechar campanha na primeira fase contra a Dinamarca, no dia 26, em Moscou.

DRAMA DE CAZORLA - Wenger ainda confirmou nesta terça-feira que seguirá sem poder contar com o meio-campista Santi Cazorla nas duas últimas partidas do Arsenal neste Inglês por causa de uma insistente lesão, também no tendão de Aquiles do jogador espanhol, que amarga um período de afastamento que já dura desde outubro de 2016.

O atleta precisou ser submetido a uma série de operações e, por causa das mesmas e do longo tempo sem poder jogar, sofreu uma redução de oito centímetros do tendão do seu tornozelo direito e ainda quase perdeu o pé depois de contrair uma gangrena.

"Ele parece estar bom, está se preparando bem e correndo bem, mas medicamente é muito arriscado apressar a sua volta. É uma pena. Eu o trouxe para cá e o adoro como jogador e pessoa", disse o técnico francês, que se despediu da torcida do Arsenal em um jogo do Emirates Stadium, casa do clube, na goleada por 5 a 0 sobre o Burnley, no último domingo, pela rodada passada do Inglês.