• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Brasil vence Áustria com show de Neymar, Coutinho e Gabriel Jesus

  • COMPARTILHE
Esportes

Brasil vence Áustria com show de Neymar, Coutinho e Gabriel Jesus

Trio marcou os gols do time comandado por Tite neste domingo (10), em Viena, no último amistoso da seleção brasileira antes da estreia na Copa

O Brasil venceu a Áustria por 3 a 0 neste domingo (10), em Viena, no último amistoso preparatório antes da Copa do Mundo — a seleção está no Grupo E do Mundial e estreia no dia 17, às 15 horas (horário de Brasília), diante da Suíça, em Rostov.

Apesar da preocupação do técnico Tite, que havia declarado — na véspera da partida — entender que este seria o jogo mais preocupante em termos emocionais para o Brasil, o time superou o desafio com facilidade. Gabriel Jesus, Neymar e Philippe Continho fizeram os gols.

O jogo

O primeiro ataque do Brasil veio logo aos 7 minutos, quando Willian arrancou e tocou para o volante Casemiro, que soltou uma bomba em direção ao gol e assustou Lindner. A equipe comandada por Tite teve mais posse de bola nos primeiros minutos do jogo.

Apesar do controle da posse de bola por parte do Braisl, a Áustria chegou com perigo, aos 20 minutos. A bola foi cruzada da esquerda e passou por Thiago Silva e sobrou par ao atacante que chegou atrasado no lance.

Logo em seguida, o time austríaco assustou ainda mais a defesa brasileira com uma jogada bem trabalhada dentro da área que terminou na finalização de Arnautovic que passou sobre o gol de Alisson.

Mas, aos 24 minutos, o Brasil voltou ao ataque. O meia Philippe Coutinho — em uma jogada caractarística — pegou a bola pela beirada do campo, cortou para o meio e bateu firme, rasteiro, obrigando o goleiro Lindner a se esticar para desviar a bola para a linha de fundo e ceder o escanteio.

Pouco depois, o goleiro Alisson caiu no gramado e pediu atendimento. Mas foi apenas um susto e o jogador se levantou rapidamente.

Aos 34 minutos, Gabriel Jesus, artilheiro da seleção na era Tite, aproveitou um desvio de Paulinho após um chute de Marcelo para o gol. Liver, o atacante bateu colocado para abrir o placar: 1 a 0.

Os austríacos reclamaram da posição do meio-campista Paulinho no lance anterior que originou o escanteio para o Brasil e, posteriormente, a jogada que resultou no gol.

Na segunda etapa, o time brasileiro voltou com a mesma superioridade que obteve no primeiro tempo, mas os jogadores da Áustria voltaram do vestiário nervosos, passaram entrar mais forte nos lances e cometer faltas mais duras.

Neymar e Philippe Coutinho foram atingidos, mas sem consequências mais graves. O excesso de virilidade dos austríacos irritou os brasileiros e houve discussões em campo.

Aos 16 minutos, Coutinho fez novamente a sua jogada tradicional e emendou para o gol, mas Lindner caiu bem e encaixou a bola sem grandes dificuldades.

Pouco depois, Neymar mostrou porque é o craque e carrega consigo as esperanças da torcida brasileira na conquista do hexacampeonato.

O astro recebeu de Willian na esquerda, deixou o zagueiro austríaco sentado e tocou com muita tranquilidade na saiud do goleiro Lindner: 2 a 0. Com o gol, Neymar se igualou a Romário em terceiro lugar na lista dos maiores artilheiros da seleção brasileira — Ronaldo Nazário tem 62 gols e Pelé tem 77 gols.

O segundo gol deixou a seleção brasileira ainda mais solta. Aos 19, Neymar puxou contra-ataque e soltou na direita para Danilo, que passou para Willian. O meia tocou de letra para Paulinho, que chutou para a defesa do goleiro austríaco.

Cinco minutos mais tarde, Philippe Coutinho tocou de letra para Neymar, recebeu de volta, desceu livre pela esquerda e apenas tocou na saída de Lindner: 3 a 0.

Coutinho ainda colocaria uma bola na trabve superior do goleiro austríaco, aos 28 anos, em mais uma batida de pé direito com efeito e bem colocada.

O atacante Roberto Firmino, que entrou no segundo tempo no lugar de Gabriel Jesus, quase fez o quarto gol, aos 36 minutos. Ele recebeu passe de letra de Neymar na área e chutou firme, mas Lindner defendeu.

Bastante aplaudido e cumprimentado pelos companheiros, Neymar deixou o gramado aos 38 minutos, substituído por Douglas Costa, que voltava de contusão. O atacante teve boa movimentação e pelo menos duas chances de deixar a sua marca no amistoso.

A apresentação do time brasileiro parece ter confirmado a sensação de ser um dos favoritos à conquista do título na Rússia.

Informações: Cesar Sacheto, do R7.