• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Dos 32 países da Copa, só o Brasil terá jogos 12h antes da abertura

FOLHA NA COPA

  • COMPARTILHE
Esportes

Dos 32 países da Copa, só o Brasil terá jogos 12h antes da abertura

Levantamento do LANCE! mostra que apenas o Brasil terá bola rolando no dia anterior ao início do Mundial; Peru, Uruguai e Colômbia terão partidas uma semana antes

Treino da seleção brasileira. Foto reprodução | CBF

LANCE por LANCE

O inchaço do calendário do futebol brasileiro não é novidade para ninguém, mas atingiu seu nível mais crítico em um ano de Copa do Mundo. Quando os árbitros apitarem o término da 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, o intervalo até a abertura do Mundial da Rússia será de apenas 12 horas. Uma situação única entre os países representados na Copa.

O LANCE! consultou a agenda de jogos dos 32 países. Apenas o Brasil terá partidas disputadas a menos de 24 horas do início de Rússia x Arábia Saudita, jogo de abertura da Copa do Mundo, marcado para a próxima quinta, dia 14, às 12h (Brasília), em Moscou. Corinthians, Internacional, Vasco, Atlético-MG, Bahia e Ceará entrarão em campo às 21h45 da véspera (13), no encerramento da 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Outros três países ainda têm bola rolando, todos na América do Sul: Peru, Uruguai e Colômbia. O caso mais grave e o peruano. O país de Guerrero terá rodada no domingo, dia 10, o que deixará cinco equipes desfalcadas por terem jogadores convocados: Universitario, Melgar, UTC, Municipal e Alianza Lima.

O Uruguai paralisará o campeonato na mesma data, mas apenas um clube terá baixas provocadas pelo Mundial: o Peñarol, que perderá dois jogadores. Já a Colômbia terá o segundo jogo da decisão do campeonato nacional, a Liga Aguilla no sábado (9/6), mas sem perda de atletas. Os únicos que atuam no país e estarão na Rússia defendem Once Caldas, Deportivo Cali ou Junior Barranquila, times que não estarão jogando a final - a decisão será entre Atlético Nacional e Tolima.

A Nigéria também manteve as atividades em junho. A pausa aconteceu no último sábado, dia 2, e apenas um clube foi afetado. No Brasil, Grêmio (Geromel), Corinthians (Fagner), Palmeiras (Borja), São Paulo (Cueva), Vasco (Martin Silva) e Cruzeiro (Arrascaeta) perderam atletas por sete rodadas da principal competição do país. O maior tempo entre todos os países.

A reportagem mapeou a situação mundo afora para entender até onde os calendários das ligas e de suas equipes depararam ou não com as consequências da agenda da Copa do Mundo. A bagunça do calendário é exclusiva do Brasil? Existiu um planejamento prévio nos outros países?

​A bagunça do calendário peruano se assemelha ao do Brasil em praticamente todos os sentidos. A sexta rodada do Apertura será dividida entre os dias 9 e 10 de junho. Voltando a disputar uma Copa do Mundo após 36 anos, não houve uma organização prévia da federação local para proteger os clubes, tendo em vista que perder atletas para a seleção não é uma situação cotidiana.

É habitual que o calendário não seja paralisado quando a seleção peruana está em campo. Os maiores exemplos estão nas últimas edições de Copa América, em que atletas foram convocados e o torneio local seguiu sendo disputado. Lá, a pátria é o principal foco dos torcedores, principalmente quando o Peru está disputando torneios internacionais, como conta o jornalista Luis Burranca.

- Muitos clubes do futebol peruano estão enviando jogadores para a Copa, mas a seleção é vista de maneira diferente por aqui. É diferente de como Brasil, Argentina ou outros países da América do Sul. A seleção peruana vale muito mais que os clubes, por exemplo. Houve uma concordância com eles (clubes) para que a pausa do campeonato fosse nesta data. Diferentemente de Brasil ou Argentina, o Peru não tem uma liga local muito competitiva.

- O único clube que reclamou do calendário foi o Universitario. No caso deles, estão prestes a ir para a segunda divisão e tiveram jogadores convocados para a Copa. Não só peruanos, mas também panamenhos. Alberto Quintero é uma figura importante que irá disputar a Copa pelo Panamá. Com as outras quatro equipes, não houve reclamação porque a pausa estava acordada - conta Luis.

O Uruguai teve o torneio Intermédio, criado no ano passado e realizado entre o Apertura e o Clausura, paralisado na sétima rodada, no último dia 6. O Peñarol foi o único afetado pela Copa do Mundo por ter dois jogadores convocados, mas não reclamou do calendário por um motivo simples: o presidente foi a favor da criação deste novo formato no Campeonato Uruguaio.

- Houve uma votação para estender o volume anual de jogos e inventou-se o Torneio Intermediário, disputado no meio dos torneios Apertura e Clausura, adicionando oito jogos para os clubes por ano. O Peñarol já sabia que iria perder alguns de seus jogadores antes do torneio começar. Eles perderam dois nomes para a Copa da Rússia, mas a decisão da Federação foi de não suspender os jogos - afirma o jornalista uruguaio Mateo Parodi.

A Liga Aguilla da Colômbia, que representa a primeira divisão nacional, está em sua etapa decisiva. Após a fase de grupos ser realizada, o mata-mata já está em curso. O jogo de volta da final está marcado para o próximo dia 9. Atlético Nacional e Deportes Tolima ainda estão em disputa, mas nenhum atleta dessas equipes foi convocado para a Copa do Mundo.

Devido à maioria dos chamados estarem atuando na Europa, não houve problema devido aos desfalques. Com o torneio dividido em Apertura e Clausura e os três clubes com nomes convocados (Once Caldas, Deportivo Cali e Junior Barranquila) terem sido eliminados nas quartas de final, ninguém foi prejudicado, como relata a jornalista Angie Smith.

- A maioria dos jogadores convocados para a seleção atuam na Europa, então ninguém se sentiu afetado pelo Mundial. Não se formou nenhuma discussão ou polêmica por parte dos clubes. A rodada de clássicos foi retirada do calendário antes dele começar por questão de tempo anteriormente, por isso não há nenhum efeito negativo sobre a liga - conta a jornalista colombiana.

Na Nigéria, a última rodada antes da pausa para a Copa do Mundo aconteceu em 2 de junho, com 12 dias de distância para a abertura. Apenas um clube do país foi desfalcado: o Enyimba International, que perderá o goleiro Ikechukwu Ezenwa. O jornalista Samm Audu conta que houve uma preocupação pelo calendário e muitos jogos tiveram suas datas remarcadas devido ao Mundial.

- A liga vai parar antes da Copa do Mundo, em 2 de junho. Mas alguns jogos remarcados serão jogados após essa data. Note que possivelmente apenas um jogador da liga estará na Copa do Mundo - o goleiro número dois, Ikechukwu Ezenwa. Não será um problema no país - conta o jornalista nigeriano.

O CALENDÁRIO NOS OUTROS PAÍSES

Europeus: a temporada no continente se encerrou em 26 de maio, quando Real Madrid e Liverpool decidiram a Liga dos Campeões. Os torneios nacionais tiveram suas últimas rodadas realizadas em 19 de maio. Após isso, os jogadores foram liberados para suas seleções.

Argentina: a Superliga Argentina teve sua 27ª rodada realizada em 14 de maio, com o Boca Juniors foi campeão. No entanto, haveria datas na sequência para a Copa Argentina. A primeira fase seria realizada em 13 de junho, ou seja, um dia antes da abertura da Copa. Por solicitação dos clubes, a federação local (AFA) adiou a rodada para depois da Copa do Mundo.

México: a Liga Mexicana teve o Santos Laguna como campeão após bater o Toluca na decisão. O segundo jogo da final foi realizado em 20 de maio, dando fim à temporada 2017/2018. Os únicos problemas ficariam por conta das Supercopas do México, marcadas inicialmente para 15 de julho, mesma data da final da Copa do Mundo. A Federação Mexicana já afirmou que adiará as datas para que os clubes tenham seus jogadores à disposição.

Panamá: a fase Clausura da Liga Panamenha teve seu término em 19 de maio, quando o Independiente venceu o Tauro e conquistou o título local. Todos os jogadores foram liberados de maneira antecipada para defender o Panamá na Copa do Mundo.

​Costa Rica: após os torneios Apertura e Clausura serem definidos, o Deporitvo Saprissa conquistou o Campeonato Costarriquenho após vencer o Herediano nos pênaltis. A final do torneio nacional aconteceu em 20 de maio, finalizando a temporada 2017/2018.

Irã: a Pro Liga, nome dado para a primeira divisão do Campeonato Iraniano, teve sua 30ª rodada realizada em 27 de abril. O Persepolis conquistou o título nacional com 64 pontos - o clube terá quatro representantes na seleção iraniana durante a Copa do Mundo.

Arábia Saudita: o Campeonato Saudita foi encerrado no dia 12 de abril, quando a 26ª rodada foi completa. O Al-Hilal levantou o troféu ficando na primeira colocação com 56 pontos conquistados.

Coréia do Sul: a K-League está paralisada desde o dia 20 de maio, quando a 14ª rodada chegou ao fim e os jogadores foram liberados para defender a seleção coreana na Copa do Mundo. O torneio terá sua sequência em julho, quando Gyeongnam e Pohang abrem a rodada 15.

Japão: a J-League vive a mesma situação do Campeonato Coreano. O torneio foi paralisado em 20 de maio, na 15ª rodada, e retornará para sequência em 18 de julho. Nessa pausa para a Copa do Mundo, os jogadores foram liberados para defender a seleção japonesa.

Austrália: a Liga A teve sua última rodada disputada em 15 de maio, quando o Melbourne Victory bateu o Newcastle Jets e conquistou o título do Campeonato Australiano.

Tunísia: o campeonato local teve suas atividades encerradas em 10 de maio, quando a 26ª rodada chegou ao final. O Esperance Tunis conquistou o título da primeira divisão com 58 pontos. Já a Taça da Tunísia teve sua decisão realizada em 13 de maio, quando o Club Africain venceu o Etoile Sahel.

Egito: disputado em pontos corridos, a Primeira Liga teve sua última rodada disputada em 20 de maio, quando o Al Ahly levantou o troféu após a 34ª rodada. A final da Copa do Egito foi disputada em 15 de maio, com vitória do Zamalek sobre o Smouha.

Senegal: o Campeonato Senegalês teve a 28ª rodada sendo realizada no dia 28 de maio e o título ficando com o Jaaraf, com 56 pontos conquistados.

Marrocos: o Campeonato Marroquino teve sua última rodada disputada em 12 de maio, onde o Tanger conquistou o título. Na Taça do Trono, o Raja Casablanca ficou com o título após bater o Difaa El Jadidi.