• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Gilson Kleina indica retorno de Leandro Pereira na Chapecoense contra o Cruzeiro

  • COMPARTILHE
Esportes

Gilson Kleina indica retorno de Leandro Pereira na Chapecoense contra o Cruzeiro

O técnico Gilson Kleina encerrou a preparação da Chapecoense para o confronto diante do Cruzeiro, neste sábado, às 19 horas, na Arena Condá, em Chapecó (SC), pela 11.ª rodada do Campeonato Brasileiro, com um treino fechado à imprensa. Com o time em situação delicada, flertando com a zona de rebaixamento, ele optou pelo mistério e não deu pistas sobre quem começará o duelo. O time catarinense está na 16.ª colocação com 10 pontos, apenas um a mais do que o Atlético Paranaense, o primeiro dentro do descenso.

A expectativa é pelo retorno de Leandro Pereira, que cumpriu suspensão automática na derrota para o Vitória, em Salvador - tinha sido expulso no empate por 3 a 3 diante do Atlético Mineiro. O atacante deve assumir a vaga de Nadson e formar o trio ofensivo com Wellington Paulista e Arthur Kaíque.

Outra novidade fica em cima da própria volta de Gilson Kleina. Ele também assistiu ao último jogo das tribunas por estar suspenso e seu auxiliar Juninho comandou o time do banco de reservas.

O treinador ainda poderá contar com o zagueiro Nery Bareiro e o atacante Osman. Eles estão recuperados de lesão e devem ficar entre os suplentes. A confirmação, no entanto, sairá apenas minutos antes da partida.

"Estamos disputando um mini campeonato mineiro. Fizemos um grande jogo contra o Atlético. Conseguimos mostrar poder de superação com um homem a menos, mas não tivemos o mesmo desempenho diante do Vitória, um intruso no meio dos mineiros. Temos dois jogos complicados pela frente (Cruzeiro e América-MG) e precisamos somar o maior número de pontos possíveis antes da Copa para conseguirmos trabalhar com mais tranquilidade. O Mano (Menezes) é um grande técnico, experiente, mas confiamos no nosso potencial e vamos para surpreendê-los", previu Gilson Kleina.