• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Veja o que o torcedor pode e o que não pode fazer durante a Copa da Rússia

FOLHA NA COPA

  • COMPARTILHE
Esportes

Veja o que o torcedor pode e o que não pode fazer durante a Copa da Rússia

O guia do torcedor apresenta orientações para quem vai assistir ao torneio no país, com informações sobre as leis, costumes e documentos obrigatórios

Gustavo Fernando

Redação Folha Vitória
A cartilha também informa sobre fuso horário, que varia entre 5 e 8 horas a mais que o de Brasília

O governo federal lançou no último dia 7 um guia para o torcedor brasileiro que vai viajar para a Copa do Mundo da Rússia. Segundo dados oficiais, o número é de aproximadamente 60 mil brasileiros que compraram ingressos para a competição.  O público é 60 vezes maior que a quantidade de turistas daqui que vão por ano àquele país.

A cartilha, que possui 134 páginas,  tem orientações para quem vai assistir ao torneio naquele país, com informações sobre as leis locais, os costumes e os documentos necessários para a viagem.

O que pode e o que não pode

Beijos e abraços mais calorosos, uso de bandeiras estrangeiras em praças e edifícios públicos e manifestações políticas e de orientação sexual. Os comportamentos, que são comuns para os brasileiros, devem ficar por aqui mesmo. Isso porque essas ações devem ser evitadas na Rússia. 

Sobre as demonstrações de afeto em público, o Itamaraty faz a recomendação principalmente para a comunidade LGBT, porque a leis russas consideram essas ações como propaganda para menores de idade e, naquele país, isso é crime.

A cartilha também informa sobre fuso horário, que varia entre 5 e 8 horas a mais que o horário de Brasília, e sobre moeda, transporte e segurança.

Além disso, o Itamaraty também abriu novos postos consulares na Rússia. Até então, apenas Moscou, a capital, tinha representação brasileira com a embaixada. Agora serão 6 escritórios. Os demais postos ficarão em Sochi, Rostov, Kazan, Samara e São Petersburgo. Nessa cidade, autoridades brasileiras vão trabalhar em parceria com autoridades argentinas.

Para ler o Guia do Torcedor Brasileiro basta acessar: Itamaraty.gov.br.

Cerveja ou vodka?

Se você pretende celebrar a vitória do seu time na Rússia com uma dose de vodka, preste atenção. A venda de álcool mais forte será limitada para evitar confusões como o confronto entre hooligans russos e britânicos, algo que já aconteceu durante a Eurocopa de 2016.

Durante as 12 partidas programadas para a capital russa, em véspera e dia de jogo,a venda da bebida alcoólica está terminantemente proibida num raio de dois quilômetros dos estádios . E a medida desagrada russos e turistas.

No entanto, as cervejas estarão disponíveis nos estádios e nas Fan Fests. A Rússia é o quarto maior consumidor de álcool do mundo, com pouco mais de 15 litros por pessoa, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).