Corinthians repete feito do Santos de Pelé na Libertadores ao eliminar o Boca

Esportes

Corinthians repete feito do Santos de Pelé na Libertadores ao eliminar o Boca

Em 1963, o time da Vila Belmiro se sagrou bicampeão da Libertadores, na Argentina, ao vencer os argentinos por 2 a 1, com gols de Pelé e Coutinho

Estadão Conteúdo

Redação Folha Vitória
Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians

A classificação do Corinthians para as quartas de final da Libertadores, diante do Boca Juniors, garantiu ao clube um feito histórico. Além de passar das oitavas pela primeira vez em 10 anos, o alvinegro iguala o feito do Santos de Pelé e se torna a segunda a equipe a eliminar os argentinos na Bombonera pela competição continental.

Em 1963, o Santos se sagrou bicampeão da Libertadores, na Argentina, ao vencer o Boca por 2 a 1, com gols de Pelé e Coutinho. 

Nesta terça, o Corinthians empatou a partida em 0 a 0, mas superou os argentinos nos pênaltis, com duas defesas de Cássio e duas cobranças desperdiçadas por Benedetto - uma durante o tempo regulamentar -, e se tornou a segunda equipe brasileira a festejar em solo argentino.

Além de Santos e Corinthians, outros quatro times brasileiros enfrentaram o Boca Juniors fora de casa em jogos de eliminação da Libertadores. Flamengo (quartas de final em 1991), Vasco (quartas de final em 2001), Athletico-PR (oitavas de final em 2019) e Inter (oitavas de 2020) acabaram eliminados pelo clube argentino, que tem Maradona como seu grande ídolo.

Corinthians e Santos também se igualam em outro aspecto. Os times são os brasileiros que mais vezes derrotaram o Boca Juniors pelo mata-mata da Libertadores: Santos, em 1963 e 2020, e Corinthians, em 2012 e 2022. 

Em toda a história do torneio, os xeneizes enfrentaram equipes do Brasil em 23 confrontos, saindo vencedor em 17 oportunidades.

Com oito desfalques para a partida, incluindo Willian, que esteve presente no banco de reservas, mas sem condição de atuar, Vítor Pereira exaltou o espírito de garra do Corinthians após a classificação, ao ser questionado se a classificação desta terça-feira teria um "sabor diferente". 

"Sim. Foi uma vitória heroica, de um grupo de jogadores que tem um espírito corintiano. Eles sabem sofrer, estar organizados, lutar e competem até o fim. Para mim, fomos os justos vencedores por nossas atitudes no jogo", afirmou.

Com a classificação, o Corinthians passa a integrar a lista de clubes que eliminaram o Boca Juniors em mais de uma oportunidade na Libertadores. Além do Santos, Olímpia, em 1979, 1989 e 2002, e River Plate, em 2015, 2018 e 19, conseguiram realizar o feito múltiplas vezes.

Confira os confrontos entre Boca e brasileiros na Libertadores

Classificações brasileiras:

1963 - Santos (final)

2008 - Fluminense (semifinal)

2012 - Corinthians (final)

2020 - Santos (semifinal)

2021 - Atlético-MG (oitavas)

2022 - Corinthians (oitavas)

Classificações do Boca:

1977 - Cruzeiro (final)

1991 - Corinthians (oitavas)

1991 - Flamengo (quartas)

2000 - Palmeiras (final)

2001 - Vasco da Gama (quartas)

2001 - Palmeiras (semifinal)

2003 - Paysandu (oitavas)

2003 - Santos (final)

2004 - São Caetano (quartas)

2007 - Grêmio (final)

2008 - Cruzeiro (oitavas)

2012 - Fluminense (quartas)

2013 - Corinthians (oitavas)

2018 - Cruzeiro (quartas)

2018 - Palmeiras (semifinal)

2019 - Athletico-PR (oitavas)

2020 - Internacional (oitavas)

Pontos moeda