Pedro faz 'poker', Fla faz 7 no Tolima avança às quartas da Libertadores

Esportes

Pedro faz 'poker', Fla faz 7 no Tolima avança às quartas da Libertadores

Na sequência da competição sul-americana, a equipe carioca fará o clássico das multidões com o Corinthians em agosto, em data ainda a ser definida

Estadão Conteúdo

Redação Folha Vitória
Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

Sem sustos, o Flamengo confirmou mais um duelo brasileiro nas quartas de final da Copa Libertadores. Diante de um Maracanã cheio, o time carioca fez uma de suas melhores atuações na temporada e venceu o Tolima por 7 a 1, nesta quarta-feira. 

Finalizou, assim, o confronto com o placar agregado de 8 a 1. Pedro, autor de quatro gols, foi o grande nome da partida.

Na sequência da competição sul-americana, a equipe carioca fará o clássico das multidões com o Corinthians em agosto, em data ainda a ser definida. O time paulista eliminou o Boca Juniors em La Bombonera, em Buenos Aires, na terça-feira.

Nesta quarta, a festa foi nas arquibancadas do Maracanã e contou com a participação de Arturo Vidal. Presente nas tribunas do estádio, o meia chileno está perto de assinar contrato com o Flamengo. Mas já mostrou "entrosamento" com o clube na comemoração efusiva.

O grande desempenho desta quarta coroa a recuperação da equipe carioca na temporada. O Fla acumulou sua quarta vitória consecutiva, por diferentes competições, mostrando que Dorival Júnior parece ter encontrado as respostas para os problemas recentes do time.

O Flamengo entrou em campo nesta noite com um roteiro bem definido: sufocar o Tolima e resolver o confronto ainda no primeiro tempo. Para tanto, contava com as rápidas e eficientes trocas de passe no ataque, investindo quase sempre pela direita, do lateral Rodinei. No meio, Arrascaeta era o maestro do time e maior destaque do jogo nos primeiros 45 minutos.

Foi com esta receita que o Flamengo abriu o placar logo aos 5 minutos. O meia uruguaio descolou rápido passe para Pedro, que entrou na área em velocidade pela direita e bateu rasteiro no canto, aumentando a vantagem do time brasileiro no confronto.

O gol aumentou ainda mais a intensidade da equipe carioca, que não deu sossego ao Tolima nos primeiros 30 minutos. A marcação alta e a pressão na saída de bola praticamente impediram o time colombiano de jogar no primeiro tempo.

Abalado, o Tolima se defendia como podia. Aos 20, o segundo gol dos cariocas foi sintomático da confusão vivida pela defesa colombiana. Com facilidade, Pedro acionou Gabriel, que finalizou em cima do goleiro. 

Cuesta deu rebote, mas acabou mandando contra as costas de Quiñones. Apesar do último esforço da defesa, a bola entrou e o árbitro confirmou o gol.

Se já estava abatido no primeiro tempo, o Tolima mal teve tempo para tentar se recuperar no segundo tempo. O Flamengo já aumentava a contagem no primeiro minuto, em jogada ensaiada. Arrascaeta cobrou falta na área, David Luiz escorou de cabeça e Pedro, bem posicionado na pequena área, só empurrou para o gol.

Aos 10, o Fla anotou mais um, desta vez com Gabigol. Após roubada de bola no meio-campo, ele disparou pela esquerda e bateu firme da entrada da área: 4 a 0. No saldo total, o time brasileiro vencia por 5 a 0, em razão do triunfo por 1 a 0 no jogo de ida. Ou seja, ao Tolima caberia marcar cinco gols para forçar a disputa dos pênaltis.

O time colombiano só conseguiu marcar um deles, numa rara investida no ataque. Foi aos 17 minutos, quando cruzamento na área sobrou no peito de Quiñones, que mandou para as redes. 

Mas, se havia qualquer esperança ainda na equipe colombiana, ela foi encerrada logo em seguida, quando Pedro marcou seu terceiro gol na partida, aos 22.

Em noite inspirada, o atacante chegou ao quarto gol aos 33, selando a vitória e a goleada. Antes disso, porém, o jovem Matheus França balançou as redes, aos 27 minutos, segundos depois de entrar em campo, fazendo a festa do banco de reservas do Flamengo.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 7 X 1 TOLIMA

FLAMENGO - Santos; Rodinei, David Luiz, Léo Pereira (Rodrigo Caio) e Filipe Luís (Ayrton Lucas); João Gomes, Thiago Maia (Willian Arão), Everton Ribeiro (Victor Hugo) e Arrascaeta (Matheus França); Gabriel Barbosa e Pedro. Técnico: Dorival Júnior.

TOLIMA - Cuesta; Jonathan Marulanda, Julián Quiñones, José Moya e Junior Hernández (Orozco); Brayan Rovira, Rodrigo Ureña, Luis Miranda, Daniel Cataño (Trujillo) e Jeison Lucumí; Michael Rangel. Técnico: Hernán Torres.

GOLS - Pedro, aos 5, e Quiñones (contra), aos 20 minutos do primeiro tempo. Pedro, a 1, aos 22 e aos 33, Gabigol, aos 10, Quiñones, aos 17, e Matheus França, aos 27 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Léo Pereira, David Luiz e Marulanda.

ÁRBITRO - Mario Díaz de Vivar (PAR).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Pontos moeda