• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

A 4 dias da estreia no Brasileirão, Santos demite técnico Jesualdo Ferreira

Esportes

A 4 dias da estreia no Brasileirão, Santos demite técnico Jesualdo Ferreira

O Santos se despediu do Estadual na quinta da semana passada ao levar uma virada da Ponte Preta, pelo placar de 3 a 1, na Vila Belmiro

Estadão Conteúdo

Redação Folha Vitória
Foto: Reprodução

Faltando apenas quatro dias para a sua estreia no Brasileirão, o Santos demitiu nesta quarta-feira o técnico Jesualdo Ferreira. O português de 74 anos não resistiu às atuações irregulares do Santos na retomada do Paulistão e à eliminação da equipe ainda na fase de quartas de final.

O Santos se despediu do Estadual na quinta da semana passada ao levar uma virada da Ponte Preta, pelo placar de 3 a 1, na Vila Belmiro. Desde então, o treinador vinha sendo alvo de críticas e reclamações por parte do Comitê de Gestão. O presidente José Carlos Peres resistiu inicialmente, mas acabou cedendo às pressões.

"O clube agradece o extremo profissionalismo do técnico durante o tempo em que esteve no comando do Peixe e deseja sorte na continuidade de sua carreira", anunciou o clube, em comunicado. O Santos informou que também foram demitidos os auxiliares Rui Águas, Antonio Oliveira, Daniel Gonçalves e Pedro Bouças e o preparador José Pedro Pinto.

Jesualdo havia sido contratado no fim de dezembro na esteira do sucesso dos treinadores estrangeiros no futebol brasileiro, principalmente no caso do também português Jorge Jesus no Flamengo. Jesualdo substituiu justamente outro estrangeiro, o argentino Jorge Sampaoli.

No entanto, teve pouco tempo para mostrar serviço, devido à pandemia do novo coronavírus. Foram apenas 15 jogos da equipe sob o seu comando. Foram seis vitórias, quatro empates e cinco derrotas, com aproveitamento de 48,8%.

Na retomada do Paulistão, após a paralisação causada pela pandemia, os resultados foram bem abaixo do esperado. Em três partidas, o Santos não obteve uma vitória sequer. Foram duas derrotas, para a Ponte e para o Novorizontino, e um empate, diante do Santo André. Nos três duelos, o time enfrentou o mesmo problema: uma expulsão ainda no primeiro tempo, o que comprometeu a atuação da equipe até o apito final.

Para o lugar de Jesualdo, o mais cotado no momento, segundo a preferência dos membros do Comitê de Gestão, é o técnico Cuca, sem clube desde que deixou o São Paulo em setembro do ano passado.

A demissão do treinador português é mais um problema para o tumultuado Santos. Nas últimas semanas, o clube enfrentou problemas internos por atritos com o elenco diante da redução de 70% dos salários dos jogadores, devido à crise econômica causada pela pandemia.

Neste contexto, o atacante Eduardo Sasha e o goleiro Everson acionaram a Justiça para obterem a rescisão contratual unilateral com o clube. Ao mesmo tempo, Peres vem sofrendo com as investidas da oposição na tentativa de um impeachment.

O Santos vai fazer sua estreia no Brasileirão no domingo, dia 9, contra o Red Bull Bragantino, na Vila Belmiro.