• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Com péssimo desempenho, São Paulo nunca esteve tão mal no Campeonato Brasileiro

  • COMPARTILHE
Esportes

Com péssimo desempenho, São Paulo nunca esteve tão mal no Campeonato Brasileiro

Neste ano, a sequência é de nove jogos sem vitória. Já são quatro rodadas entre os piores do torneio. Após o jogo de Chapecó (SC), o São Paulo atingiu o pior aproveitamento como visitante no torneio

São Paulo - A campanha do São Paulo em 2017 já é a pior do clube na era dos pontos corridos no Campeonato Brasileiro. Após a derrota para a Chapecoense, o time soma 12 pontos após 14 rodadas. Em 2013, a temporada mais fraca até então, o time tinha 13 pontos - um mais - nesta mesma altura do torneio. Tanto em 2013 como em 2017, o time ocupava a incômoda 18.ª posição.

Desde a adoção do sistema por pontos corridos, em 2003, a equipe paulista frequentou a zona de rebaixamento em seis oportunidades: 2003, 2005, 2008, 2009, 2012 e 2013. A última foi a mais traumática. A equipe ficou 10 rodadas na zona da degola, inclusive na virada do primeiro turno, e chegou a 12 jogos sem vencer.

O São Paulo só deslanchou com a chegada de Muricy Ramalho, que levou o time ao nono lugar com 50 pontos, a seis de distância do rebaixamento. Antes de ser salvo pelo técnico, hoje comentarista de tevê, o time havia sido dirigido por Ney Franco, Milton Cruz e Paulo Autuori.

Neste ano, a sequência é de nove jogos sem vitória (três empates e seis derrotas). Já são quatro rodadas entre os piores do torneio. Após o jogo de Chapecó (SC), o São Paulo atingiu o pior aproveitamento como visitante no torneio. Em oito jogos fora de casa, são sete derrotas e um empate, o que significa um aproveitamento de 4,17%. O lanterna Atlético Goianiense tem 5,56%.

O São Paulo tem chances de escapar da zona da degola antes do final do primeiro turno - faltam cinco jogos, mas o técnico Dorival Junior demonstrou preocupação. "É natural que preocupe, não estamos aceitando essa situação. Toda situação criada acaba dentro do nosso gol", disse.