• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cuca reconhece que Corinthians vive 'momento mágico' na temporada

  • COMPARTILHE
Esportes

Cuca reconhece que Corinthians vive 'momento mágico' na temporada

Após o clássico, o técnico Cuca reconheceu o bom momento da equipe do Corinthians e é capaz de conquistar o título com o futebol que vem apresentando na competição

São Paulo - O técnico atual campeão brasileiro se curvou ao futebol do atual líder da competição. O palmeirense reconheceu após a derrota para o primeiro colocado Corinthians, por 2 a 0, no Allianz Parque, que o rival vive um momento especial na temporada e é capaz de conquistar resultados positivos com futebol convincente e muito superior ao dos adversários. "Eles estão vivendo um momento mágico. O Corinthians se defende bem, a bola vai sempre onde está o zagueiro. É mérito deles. Não se pode negar", afirmou Cuca.

O resultado deixou o Palmeiras em sexto lugar e 16 pontos atrás do maior rival. Essa condição desfavorável, segundo o treinador, praticamente acaba com as chances de a equipe faturar o segundo título nacional consecutivo.

Para Cuca, o Corinthians chegou a essa boa fase no ano, com 27 jogos invicto e liderança folgada na tabela, por ter vencido o Palmeiras em fevereiro. No confronto no Itaquerão, pelo Campeonato Paulista, o time alvinegro ganhou por 1 a 0 com um jogador a menos. "Esse momento do Corinthians começou lá. Tinha uma instabilidade muito grande. Aquele clássico fez eles ganharem confiança. O próprio Jô, que fez o gol, era reserva", afirmou.

O treinador palmeirense afirmou que admira a forma como o Corinthians tem atuado. "Eles têm uma consistência defensiva muito grande, estão acostumados a jogar dessa forma. Tem gente que não gosta, mas eu acho bonito, apesar de ter uma outra forma de jogar. Ano passado deu certo, agora não tem dado. O Corinthians está de parabéns pelo que tem jogado. São eficazes e merecem", comentou.

Cuca disse que o Palmeiras finalizou 14 vezes no jogo, contra somente três do Corinthians. Na opinião dele, mesmo com tamanho favoritismo, o rival ainda não pode se considerar campeão antecipado e precisa ficar atento com a possível perseguição de Flamengo e Santos.