• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

De volta ao Everton, Rooney espera brilhar para retornar à seleção inglesa

  • COMPARTILHE
Esportes

De volta ao Everton, Rooney espera brilhar para retornar à seleção inglesa

Após 13 anos longe da equipe, Rooney espera retornar a defender a Seleção Inglesa. O atacante é atualmente o recordista de gols pela Seleção com 53 gols

Liverpool - De volta ao Everton, Wayne Rooney espera que o seu retorno ao clube o ajude a vestir novamente outra camisa: a da Inglaterra. Com 119 partidas e um recorde de 53 gols marcado pela seleção, ele ficou fora da mais recente lista de convocados da seleção, em junho, para jogos com Escócia e França, com o técnico Gareth Southgate afirmando que havia atacantes em melhor forma.

Rooney, de 31 anos, perdeu espaço na última temporada no Manchester United com o técnico José Mourinho, mas agora retornou ao Everton, 13 anos depois de deixar Goodison Park, em uma tentativa de recomeço e em uma busca por mais oportunidades.

"Eu estou focado em jogar pelo Everton", afirmou Rooney em sua apresentação nesta segunda-feira. "Estou focado em jogar bem pelo Everton. Se eu fizer isso, Gareth Southgate terá que decidir se me coloca no grupo. Espero que minhas performances sejam boas o suficiente para o Everton e ele não tenha condições de me ignorar".

Rooney afirmou que saiu do Manchester United porque "precisava jogar". "Eu sei que estou no meu melhor quando tenho uma sequência de jogos. Falei com José e eu sabia que era a hora certa para sair ir jogar em outro lugar", afirmou. "É obviamente frustrante. Em toda a minha carreira eu joguei e foi a primeira vez que não joguei e estava no banco. Isso não sou eu, preciso jogar futebol", acrescentou.

O Everton conquistou seu último título em 1995, quando Rooney tinha nove anos e estava na arquibancada do Estádio de Wembley quando viu o time derrotar o United na final da Copa da Inglaterra.

"Quero ser bem-sucedido e trazer troféus para o clube. Eu sempre jogo como se eu tivesse algo para provar. Eu não estou chegando para me aposentar. Estou pronto para jogar, eu quero ganhar, quero ser bem-sucedido neste clube".

Em sua apresentação, Rooney foi acompanhado pelo técnico do Everton, Ronald Koeman, que se declarou impressionado pela "ambição" do jogador. O holandês, que já gastou 90 milhões de libras (cerca de R$ 280 milhões) em reforços nesta janela de transferências, destacou a importância do atacante. "Essa experiência para ganhar títulos é algo realmente importante para o Everton. Essa é uma das razões pelas quais tentamos trazer Wayne", afirmou.

Rooney atuou algumas vezes no meio-de-campo do United nos últimos dois anos, mas Koeman avisou que pretende utilizá-lo mais avançado. "Ele pode ser o número 10 atrás do atacante, ele pode ficar livre na esquerda, ele pode ser o 9 (centroavante), ser o 7 (ponta direita)", disse Koeman. "Essas são as posições em que Wayne vai jogar".