• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Djokovic deixa o Top 4 do ranking após dez anos e Bellucci perde 14 posições

  • COMPARTILHE
Esportes

Djokovic deixa o Top 4 do ranking após dez anos e Bellucci perde 14 posições

A queda se deu porque o sérvio descartou os pontos relativos ao título da edição de 2016 do Masters 1000 canadense, que foi realizado em Toronto

Na semana seguinte ao anúncio de que se afastou do circuito mundial do tênis para tratar de uma lesão no cotovelo direito, o sérvio Novak Djokovic deixou a relação dos quatro primeiro colocados do ranking da ATP na atualização desta segunda-feira da lista, algo que não ocorria há dez anos.

Djokovic agora é o número 5 do mundo, com 5.325 pontos, tendo sido ultrapassado pelo suíço Stan Wawrinka, que soma 5.780. A queda se deu porque o sérvio descartou os pontos relativos ao título da edição de 2016 do Masters 1000 canadense, que foi realizado em Toronto.

Afastado das quadras desde a sua eliminação nas quartas de final de Wimbledon, quando abandonou o seu duelo com o checo Tomas Berdych por causa de lesão, Djokovic já vinha cedendo terreno desde o fim de 2016, quando perdeu a condição de número 1 do mundo para o britânico Andy Murray. E sem boas campanhas nesta temporada, caiu para o quinto lugar, sua pior posição no ranking da ATP desde 25 de junho de 2007.

Assim, agora ele está mais distante de Murray, o líder do ranking com 7.750, seguido do espanhol Rafael Nadal, com 7.465, e dos suíços Roger Federer, terceiro, com 6.545, e de Wawrinka, o quarto, com 5.780. Já o croata Marin Cilic vem logo atrás do sérvio, em sexto lugar, seguido do austríaco Dominic Thiem.

Quem ascendeu na lista pelo descarte de pontos de rivais foi o alemão Alexander Zverev, agora o oitavo colocado. Ele subiu três posições, tendo ultrapassado o japonês Kei Nishikori, em nono, o canadense Milos Raonic, em décimo, e o búlgaro Grigor Dimitrov, o 11º.

O norte-americano John Isner subiu para o 18º lugar após ser campeão do Torneio de Atlanta. O italiano Fabio Fognini ascendeu para a 25ª posição depois de faturar a taça em Gstaad. Já o italiano Leonardo Mayer ganhou 89 postos e agora é o número 49 do mundo depois de levar o Torneio de Hamburgo.

Entre os brasileiros, Rogério Dutra Silva caiu uma posição, para o 64º lugar, após desistir de jogar em Hamburgo por causa de uma lesão. Thomaz Bellucci eliminado logo na estreia em Gstadd caiu 14 postos, para a 80ª colocação. Já Thiago Monteiro, que parou na segunda rodada do torneio suíço, atingiu a 110ª posição, subindo quatro posições.

DUPLAS - No ranking de duplistas, Marcelo Melo continua sendo o número 1 do mundo, com Bruno Soares figurando na sexta posição.

Confira a classificação atualizada do ranking da ATP:

1.º - Andy Murray (GBR), 7.750 pontos

2.º - Rafael Nadal (ESP), 7.465

3.º - Roger Federer (SUI), 6.545

4.º - Stan Wawrinka (SUI), 5.780

5.º - Novak Djokovic (SER), 5.325

6.º - Marin Cilic (CRO), 5.155

7.º - Dominic Thiem (AUT), 4.065

8.º - Alexander Zverev (ALE), 3.150

9.º - Kei Nishikori (JAP), 3.140

10.º - Milos Raonic (CAN), 3.130

11.º - Grigor Dimitrov (BUL), 3.070

12.º - Jo-Wilfried Tsonga (FRA), 2.805

13.º - David Goffin (BEL), 2.560

14.º - Tomas Berdych (RCH), 2.480

15.º - Pablo Carreño Busta (ESP), 2.350

16º - Roberto Bautista Agut (ESP), 2.335

17.º - Lucas Pouille (FRA), 2.255

18.º - John Isner (EUA), 2.250

19.º - Jack Sock (EUA), 2.200

20.º - Nick Kyrgios (AUS), 1.930

64.º - Rogério Dutra Silva (BRA), 733

80.º - Thomaz Bellucci (BRA), 637

110.º - Thiago Monteiro (BRA), 501

156.º - João Souza (BRA), 359